Geral

Ativista de esquerda é condenado a 15 anos de prisão no Egito

Um tribunal egípcio condenou nesta quarta-feira (11) a 15 anos de prisão Ala Abdel Fatah, um famoso ativista de esquerda, e outras 24 pessoas por participação em manifestações consideradas ilegais, anunciou o pai e advogado do réu, Ahmed Seif. Após o anúncio do veredicto, Abdel Fatah, um dos líderes da revolta de 2011 que derrubou […]

Arquivo Publicado em 11/06/2014, às 12h19

None

Um tribunal egípcio condenou nesta quarta-feira (11) a 15 anos de prisão Ala Abdel Fatah, um famoso ativista de esquerda, e outras 24 pessoas por participação em manifestações consideradas ilegais, anunciou o pai e advogado do réu, Ahmed Seif.


Após o anúncio do veredicto, Abdel Fatah, um dos líderes da revolta de 2011 que derrubou o presidente Hosni Mubarak, foi imediatamente detido as proximidades do tribunal.


O militante foi detido em novembro por participar em uma manifestação violenta e ilegal, mas em março foi colocado em liberdade sob fiança. Ele era acusado de ter infringido uma polêmica lei que limita o direito de manifestação.


Depois que o exército derrubou, em julho de 2013, o presidente islamita Mohamed Morsi, as novas autoridades reprimem os islamitas e também os movimentos de estudantes, responsáveis pela revolta que acabou com o regime de Mubarak.

Jornal Midiamax