Geral

Associação cria projeto para ajudar profissionais que queiram deixar Mais Médicos

A AMB (Associação Médica Brasileira), entidade que critica o Mais Médicos, do governo federal, lançou nesta quinta-feira o Programa de Apoio ao Médico Estrangeiro. De acordo com a associação, o objetivo do programa é “atender médicos, tanto de Cuba como de outras nacionalidades, que necessitem de orientação caso haja insatisfação no Programa Mais Médicos pelas […]

Arquivo Publicado em 14/02/2014, às 12h48

None

A AMB (Associação Médica Brasileira), entidade que critica o Mais Médicos, do governo federal, lançou nesta quinta-feira o Programa de Apoio ao Médico Estrangeiro.

De acordo com a associação, o objetivo do programa é “atender médicos, tanto de Cuba como de outras nacionalidades, que necessitem de orientação caso haja insatisfação no Programa Mais Médicos pelas condições a que estão submetidos, assim como desejem solicitar refúgio/asilo político”.

A AMB afirma que vai oferecer, de forma sigilosa e gratuita, envio de cartilha com os procedimentos a serem seguidos; assessoria jurídica durante todos os trâmites legais para pedido de refúgio ou asilo político no país; curso preparatório para o Exame Revalida; aulas de português; suporte de ONGs voltadas para garantia dos direitos individuais do médico.

A organização também disponibilizou um telefone para que os estrangeiros insatisfeitos entrem em contato com a associação.

O programa foi anunciado durante coletiva de imprensa na tarde desta quinta.

Jornal Midiamax