Geral

Assassino que confessou pelo Facebook chora em depoimento e revela detalhes do crime

Acusado se entrega e diz que a família dele está recebendo ameaças e confessa estar arrependido do crime

Arquivo Publicado em 17/02/2014, às 21h12

None
1165937758.jpg

Acusado se entrega e diz que a família dele está recebendo ameaças e confessa estar arrependido do crime

Já está preso o réu confesso Roberto Dantas da Rocha, que matou ex-namorada Jociely Pinheiro e revelou o assassinato por sua página no Facebook. Em depoimento nesta segunda-feira (17) para a Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (Deam) em Campo Grande, Roberto chorou muito e contou detalhes do crime.

Durante a 1h30 de depoimento à delegada Suzimar Batistela, Roberto disse estar arrependido e explicou que só se entregou porque sua família está supostamente sendo ameaçada. “Ele confessou tudo. O casal teve um relacionamento por um ano e sete meses e já era a terceira vez que estavam rompidos. Antes de sair de Naviraí para cometer o crime em Três Lagoas, ele teria questionado a uma amiga do casal se Jociely estava namorando”, contou a delegada.

Segundo Roberto contou, a amiga não teria respondido à pergunta via Facebook e com isso ele entendeu que deveria ir conversar com Jociely ao vivo, pegando o ônibus até sua casa. Chegando ao local ele entrou no condomínio com uma chave, a qual tinha cópia e pulou o muro da casa ficando 40 minutos no quintal, antes de cometer o crime.

“Ele contou que nesse tempo ele ouviu voz masculina, mas só depois que o ar-condicionado desligou que ele teve certeza que havia um homem dentro da casa, que era o namorado de Jociely. Foi então que ele entrou e desferiu golpes de canivete nos dois”, explicou Suzimar Batistela.

Ainda segundo a delegada, Roberto revelou que partiu para luta corporal com Luciano Gomes da Silva, o novo namorado, e o perfurou por várias vezes. Neste momento, Roberto disse que Juciely gritava muito, mas que não lembra o que ela falava.

“Então ele também acertou Jociely com cinco golpes fatais, segundo a perícia constatou. Ela teria caído no sofá e Roberto teria pegado sua mochila, desviado de Luciano que ainda estava em pé e ido embora”, concluiu a delegada. Depois de cometer o crime, ele contou que foi para uma praça na cidade e postou no Facebook sobre o assassinato.

Roberto disse ter duas filhas e que estava na casa de uma amiga de infância no período em que ficou foragido. Posteriormente ele deve ser transferido para o presídio de Três Lagoas e enquanto estiver em Campo Grande ficará no 4º DP.

Já Luciano passou por cirurgia no Hospital Auxiliadora e permanece em observação.

Jornal Midiamax