Geral

Assalto e agressão foram tramados por mulher enciumada no Jardim Presidente

Thamires de Azevedo Silva, de 24 anos, tramou um falso assalto na própria residência no Jardim Presidente, em Campo Grande, no intuito de dar um castigo ao marido. O crime aconteceu na noite do dia 20 deste mês, quando a vítima, que é caminhoneiro chegou de viagem. O caso foi esclarecido pela Derf (Delegacia Especializada […]

Arquivo Publicado em 30/05/2014, às 13h17

None
1712498590.jpg

Thamires de Azevedo Silva, de 24 anos, tramou um falso assalto na própria residência no Jardim Presidente, em Campo Grande, no intuito de dar um castigo ao marido. O crime aconteceu na noite do dia 20 deste mês, quando a vítima, que é caminhoneiro chegou de viagem.


O caso foi esclarecido pela Derf (Delegacia Especializada de Roubos e Furtos), que teve à frente o delegado Fábio Peró. Além de Thamires, foram presos Jheferson Luiz Nogueira da Paixão, de 23 anos, Leandro Silva Andrade e Paulo Roberto Rocha Arguelho, ambos de 20 anos. Além disso, foi apreendida uma adolescente, identificada como L.S.S., de 16 anos, e uma arma calibre 38.


“Quando descobrimos que a mulher da vítima estava envolvida, ela tentou alegar que armou todo o crime para ‘dar uma lição’ no marido, que era agressivo com ela e inclusive a batia. Porém, depois ela contou que estava enciumada, pois sabia que o marido a traía e queria que ele fosse castigado”, explica o delegado.


Conforme as investigações, a mulher pediu ajuda a uma adolescente para dar uma lição no marido. Fato que desencadeou um “telefone sem fio”. A jovem falou com Leandro, depois com Jheferson e por último com Paulo Roberto.


De acordo com Fábio Peró, a ação foi tramada dias antes. “Eles se reuniram na casa da vítima  com a esposa para armar a ação. Ficou decidido que Jheferson e Paulo Roberto entrariam no imóvel e fariam o falso assalto”, conta.


O delegado ressalta que Thamires disse ao grupo que o marido estaria com o montante de R$ 15 mil e que o dinheiro seria o pagamento. O crime ocorreu no dia em que a vítima chegou de viagem e o montante foi pego pela dupla dentro do caminhão, além de alguns pertences pequenos como aparelho de celulares.


A dupla contou aos policiais que no envelope haviam R$ 4 mil, porém R$ 500 foi dividido entre os quatro e os cheques foram rasgados. Eles teriam ficado com medo de serem flagrados com os documentos roubados.


Durante as agressões, a mulher da vítima ria da situação, fato que foi considerado inusitado e foi contado pelos autores do crime. Além disso, todos os envolvidos têm passagem criminal, desde acidente de trânsito, furto, roubo e homicídio.


AMIZADE


O delegado apurou que a adolescente frequentava festa na casa dos comparsas e que todas as vezes que foi chamada na delegacia para prestar esclarecimentos, ela se contradizia e em seguida entrava em contato com eles.


OPERAÇÃO


Thamires foi presa no dia 23, mesma data em que a adolescente foi apreendida em casa, que fica nas proximidades da UCDB. Já no dia 28, os três rapazes foram detidos, sendo Leandro no Bairro Santa Carmélia, e Leandro e Jheferson, que são vizinhos, no Bairro Zé Pereira. A jovem foi encaminhada para a Deaij (Delegacia Especializada de Atendimento à Infância e Juventude). Todos responderam por roubo com concurso de pessoa e emprego da arma de fogo.


CRIME


A dupla invadiu a casa da vítima, quando ela chegava de viagem. Rendeu a família na sala, sendo o caminhoneiro de 44 anos, a esposa de 24 e os filhos de 4 e 8 anos. Ele foi agredido na frente da família por diversas vezes.


Em um momento de distração, a vítima pegou a família e se trancou em um dos cômodos do imóvel, onde pediu ajuda a um vizinho pela janela que chegava a casa uma hora após o assalto.





(Matéria alterada às 10h46 para correções)

Jornal Midiamax