Geral

Argentina lançará primeiro satélite geostacionário de fabricação própria

A Argentina lançará em outubro, a partir da Guiana Francesa, seu primeiro satélite geoestacionário de fabricação própria para serviços de telecomunicações, informou o governo. “A Argentina soma-se ao seleto clube de países que produzem este tipo de satélites: Estados Unidos, Rússia, China, Japão, Israel, Índia e a Eurozona”, afirmou a presidente Cristina Kirchner através de […]

Arquivo Publicado em 31/08/2014, às 14h32

None

A Argentina lançará em outubro, a partir da Guiana Francesa, seu primeiro satélite geoestacionário de fabricação própria para serviços de telecomunicações, informou o governo.


“A Argentina soma-se ao seleto clube de países que produzem este tipo de satélites: Estados Unidos, Rússia, China, Japão, Israel, Índia e a Eurozona”, afirmou a presidente Cristina Kirchner através de mensagens nas redes sociais Facebook e Twitter.


O Arsat-1 foi fabricado na cidade de San Carlos de Bariloche (1.650 km ao sul de Buenos Aires) pelas estatais Invap e pela empresa Argentina de Soluciones Satelitales (ArSat) com um investimento de 270 milhões de dólares.


Trata-se do primeiro de uma série de três que o país planeja construir.


Este primeiro satélite, de 1.300 quilos, fornecerá serviço de telefonia, televisão, acesso à internet e transmissão de dados para a Argentina e seus países limítrofes.


O Arsat-1, que se acredita que terá uma vida útil de 15 anos, foi levado no sábado à capital argentina para seu envio iminente à estação de lançamento da Guiana Francesa, de onde será colocado em órbita no dia 16 de outubro.

Jornal Midiamax