Geral

Após suspeita de ‘marmelada’, coordenadora assume falha ao divulgar normas do Miss MS

Coordenadora assumiu erro depois que um dos jurados questionou as regras e deixou o evento por sentir que houve falhas.

Arquivo Publicado em 02/06/2014, às 18h17

None
1255061557.jpg

Coordenadora assumiu erro depois que um dos jurados questionou as regras e deixou o evento por sentir que houve falhas.

Apesar de a regra do Concurso Miss Mato Grosso do Sul ser igual para todos os Estados que também entraram na disputa para ter uma candidata ao Miss Brasil Oficial, Mato Grosso do Sul falhou ao não divulgar as normas aos jurados do certame. Coordenadora executiva do concurso em MS, Melissa Tamaciro, assume a falha depois que um dos jurados questionou as regras e deixou o evento por sentir que houve falhas.

Melissa conta que assim como acontece em todos os demais Estados em que o concurso ocorreu, as dez semifinalistas e as cinco finalistas são escolhidas por um grupo de profissionais do concurso nacional. “A Band passa por todos os regionais, seleciona as dez semifinalistas e as cinco finalistas. O júri local faz avaliação das cinco”, afirmou.

O problema é que a informação não foi passada aos jurados com antecedência. Segundo, Tamaciro as normas deveriam ter sido repassadas aos jurados antes de eles assumirem suas cadeiras. Contudo, eles tiveram problema de segurança no evento o que acabou por causar, também este problema.

“O que aconteceu é que avisamos pouco antes de os jurados receberem as fichas. Pretendíamos fazer uma reunião antes, mas não deu. Tivemos imprevistos de segurança e acabou que avisamos em cima da hora. Foi falha minha, como coordenadora, não me eximo disso”, afirmou.

Regras

A jornalista Carmem Cestari, apresentadora do Programa Viver Bem, da TV Campo Grande, SBT-MS, deixou o evento antes de acabar após reclamar das regras do concurso.

Assim que o nome das cinco finalistas foi anunciado a jornalista se levantou e foi conversar com Melissa Tamaciro. Depois, ela pediu o microfone e disse que era preciso esclarecer as regras do concurso porque os jurados votaram na Miss Campo Grande e eles não estavam entendendo porque ela não estava entre as cinco escolhidas.

“Cada um dos membros entende que isso é muito sério. Cada um recebeu uma súmula com dez candidatas e era para marcar um “x” nas cinco. Nossa representante merecia estar ali. Por gentileza, esclareçam todo o problema. Se nós todos votamos, ela teria que estar lá. Não por ser de Campo Grande, não porque estamos em Campo Grande, mas porque ela realmente merecia estar ali”, afirmou.

Três Lagoas

Em meio aos questionamentos, Érika Moura, de 19 anos, foi coroada a nova Miss Mato Grosso do Sul 2014. Ela venceu outras 13 candidatas. Em segundo lugar ficou Camile Santos, de 20 anos, representante de Bonito; seguida por Luana Queiroz, de 20 anos, de Chapadão do Sul; Monique Maria, de 23 anos, de Corumbá; e Bruna Petillo, de 19 anos, de Dourados.

Jornal Midiamax