Geral

Após piadas, prefeitura diz que alto número de procedimentos odontológicos é real

O coordenador do serviço de odontologia da Secretária de Saúde (Sesau ), David Chadid, confirmou que só em 2013 mais de dois milhões de procedimentos odontológicos foram realizados, mas admitiu erro em uma informação. O release publicado em site da Prefeitura de Campo Grande causou polêmica nas redes sociais, em virtude do surpreendente número de […]

Arquivo Publicado em 05/02/2014, às 13h37

None

O coordenador do serviço de odontologia da Secretária de Saúde (Sesau ), David Chadid, confirmou que só em 2013 mais de dois milhões de procedimentos odontológicos foram realizados, mas admitiu erro em uma informação. O release publicado em site da Prefeitura de Campo Grande causou polêmica nas redes sociais, em virtude do surpreendente número de procedimentos no ano.

Internautas ironizaram os números. Um deles comentou: “Cada escovada, um atendimento…cada raio-X, um atendimento…..cada futucada, um atendimento….cada “abrida” de boca, um atendimento….cada “oi”, um atendimento…cada “próximo!” um atendimento….e assim vai”. O mesmo internauta fez outra piada da publicação. “Abrir e fechar a boca, são dois procedimentos…”.

Segundo Chadid, os principais fatores responsáveis pelo alto número de procedimentos odontológicos são: policlínicas que estão atendendo durante o fim de semana; o terceiro turno, atendimento básico noturno em mais de dez unidades de saúde; e a ação odontomóvel, que com unidades móveis vai até lugares com grande necessidade de atendimento básico. Além disso, de acordo com o coordenador, em abril foram contratados 44 profissionais.

“Os números são verídicos, a contabilidade é feita pelos próprios odontológicos, eles que marcam no sistema Sigtap Data SUS, usado em todo o país. Questionar os dados seria questionar os 332 odontólogos que trabalham aqui”, disse. Chadid fez questão de ressaltar que são procedimentos, e não atendimentos, afirmando que, em média, só no expediente, um dentista com carga de 40 horas faz 500 procedimentos por mês.

De acordo com a Agência Nacional de Saúde Suplementar são considerados procedimentos odontológicos até escovação, atividade educativa informando a necessidade de manter a higiene bucal e consulta inicial, preenchendo ficha clínica e diagnosticando doenças bucais do paciente.

Coordenador admite erro em release da prefeitura

Sobre a parte do release que conta que no ano passado 411 mil pacientes foram atendidos na rede de saúde pública em Campo Grande, Chadid confessa erro. “Na verdade, são 411 mil consultas. O número de pessoas atendidas não dá para especificar”. Entretanto, ele mesmo passou o dado de que 132.334 pessoas têm registro de primeira consulta. “Essas pessoas voltam, fazem 3,4,5, até 7 consultas, dependendo do caso”, explica.

Jornal Midiamax