Geral

Após ‘caso Neymar’, jornal pede investigação em gastos do Real Madrid

Após todo o escândalo envolvendo o Barcelona e a polêmica contratação de Neymar, em que teria sido usada para fazer desvio de verba e fraude, o jornal catalão “Mundo Deportivo” pede investigações também em cima do Real Madrid. Segundo o diário, os Merengues usaram algumas irregularidades em algumas negociações, mas nunca foram alvos de investigação. […]

Arquivo Publicado em 27/02/2014, às 15h01

None

Após todo o escândalo envolvendo o Barcelona e a polêmica contratação de Neymar, em que teria sido usada para fazer desvio de verba e fraude, o jornal catalão “Mundo Deportivo” pede investigações também em cima do Real Madrid. Segundo o diário, os Merengues usaram algumas irregularidades em algumas negociações, mas nunca foram alvos de investigação.


O jornal cita as contratações milionárias de jogadores como Kaká, Bale, Pepe, Varane, e algumas outras manobras, que não envolvem, necessariamente, compras de jogadores. No caso do meia brasileiro, atualmente no Milan, o pai do jogador, Bosco Leite, teria recebido uma comissão de 10 milhões de euros (R$ 32 milhões). E ao contrário do que vai acontecer com Neymar, não foi tributado, por não ser visto, na altura, como salário.


Já em relação ao galês, há a questão de que o governo espanhol teria financiado a sua contratação milionário. Um deputado holandês que trabalha na União Europeia fez a denúncia, mas nunca ouviu uma resposta do Bankia (banco federal da Espanha), enquanto o Real Madrid nega. A contratação de Pepe junto ao Porto em 2007 foi alvo de investigação em Portugal. Segundo o “Público”, não houve documentação definitiva na altura. Além de Varane. O zagueiro teria custado, oficialmente, três vezes menos do que o declarado.


Há também dúvidas em relação às obras que vão começar no Santiago Bernabéu. Segundo lembra o jornal, a Comissão Europeia suspeita da permuta de alguns terrenos nos arredores do estádio do Real Madrid. O clube teria pago uma quantia por eles em 1998, e em 2011 teria acontecido um acréscimo de 3700% no valor, segundo o “El País”.

Jornal Midiamax