Geral

Anvisa determina interdição de lote de tintura para cabelo

Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) interditou cautelarmente, pelo prazo de 90 dias, o lote nº 130039804, com validade até fevereiro de 2016, do produto Tintura Creme Beauty Color, produzido pela empresa Bonyplus Indústria e Comércio Importação e Exportação de Cosméticos Ltda. O lote foi interditado por causa dos resultados insatisfatórios nos ensaios de análise […]

Arquivo Publicado em 17/09/2014, às 20h16

None

Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) interditou cautelarmente, pelo prazo de 90 dias, o lote nº 130039804, com validade até fevereiro de 2016, do produto Tintura Creme Beauty Color, produzido pela empresa Bonyplus Indústria e Comércio Importação e Exportação de Cosméticos Ltda.

O lote foi interditado por causa dos resultados insatisfatórios nos ensaios de análise de rotulagem e teor de peróxido de hidrogênio, de acordo com laudo emitido pelo Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde da Fundação Oswaldo Cruz.

Segundo a Anvisa, a interdição cautelar é uma medida preventiva e temporária, adotada em caso de violação da legislação sanitária ou de risco iminente à saúde, como nos casos de suspeita de desvios de qualidade que podem trazer danos à população. A interdição do produto dura o tempo necessário à realização de testes, provas, análises ou outras providências requeridas, não podendo exceder o prazo de 90 dias.

A resolução foi publicada na edição desta quarta-feira (17) do Diário Oficial da União.

Em nota, a empresa informou “que respeita, em seus processos de manipulação, fabricação e envase, rigorosos padrões de qualidade” e “que não há qualquer irregularidade em seus produtos e, portanto, qualquer risco de dano à saúde dos seus consumidores”.

Conforme o comunicado, o teor de peróxido de hidrogênio (água oxigenada) apontado como insatisfatório pelo laudo da fundação, “está rigorosamente dentro dos limites legais estabelecidos pela própria Anvisa”.

“O lote indicado foi comercializado pela Bonyplus em fevereiro de 2013, portanto, há mais de 18 meses e, desde então, não houve qualquer registro ou reclamação no Serviço de Atendimento ao Consumidor – SAC ou em qualquer outro meio público disponível aos consumidores quanto aos produtos do mencionado lote. A Bonyplus ainda não foi legalmente intimada da noticiada medida cautelar, mas adotará, desde logo, as medidas cabíveis para esclarecimento dos fatos, bem como para a revogação da medida cautelar”, diz a nota.

De acordo com a empresa, os consumidores podem obter mais informações pelo telefone 0800 7049030.

Jornal Midiamax