Geral

Antes de ser sequestrado, casal de estudantes comemorava um mês de namoro com jantar

Os acadêmicos de 18 e 22 anos estavam comemorando o primeiro mês de namoro, antes de serem vítimas de um sequestro relâmpago, na noite de quinta-feira (5). “A intenção era comemorar o nosso relacionamento após a aula, e de repente ao sairmos do restaurante fomos abordados pelos criminosos que estavam armados com revólveres”, recorda o […]

Arquivo Publicado em 06/06/2014, às 11h32

None
1822088340.jpg

Os acadêmicos de 18 e 22 anos estavam comemorando o primeiro mês de namoro, antes de serem vítimas de um sequestro relâmpago, na noite de quinta-feira (5). “A intenção era comemorar o nosso relacionamento após a aula, e de repente ao sairmos do restaurante fomos abordados pelos criminosos que estavam armados com revólveres”, recorda o estudante do curso de Direito de 22 anos, que teve o nome preservado.


Ele fala que deixou o carro estacionado em uma travessa próxima da Rua Euclides da Cunha, no Jardim dos Estados, região central de Campo Grande, onde fica o restaurante em que foram jantar. “Quando nos aproximamos do carro, eles vieram e anunciaram o assalto, a princípio não acreditei, mas depois ficha caiu”, lembra.


Os ladrões mandaram que as vítimas não reagissem. “A todo o momento, eles diziam que queriam só o carro e que não era pra gente tentar nada. Então não tentamos e eles não foram agressivos”, afirma.


Ao serem levados para uma casa, onde as vítimas não sabem afirmar onde fica eles tiveram que permanecer vendados. “Ficamos por lá umas quatro horas, e eles chegaram a falar com alguém por telefone. Depois ouvimos um terceiro no local. Acredito que a dupla que tenha feito o assalto seja de São Paulo, pelo sotaque, e o terceiro cuiabano”.


“Este terceiro estava em outro carro, pois ouvi um barulho de automóvel, mas não sei qual seria, pois estava vendado. Com a saída dele do imóvel, os comparsas ficaram assistindo televisão”, completa.


Por volta das 5 horas desta sexta-feira (6), o casal foi colocado no carro e liberado na Avenida Fábio Zahran, próximo da região do Horto Florestal. “De lá pegamos um táxi e fomos para a minha casa e agora viemos parar aqui”, explica o acadêmico que concedeu entrevista a equipe de reportagem do Midiamax na delegacia.


Os criminosos levaram o veículo do rapaz, o Citroën C4, placa NRF-5415, de Campo Grande (MS), e o valor de R$ 100 da estudante de 18 anos. O caso foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do Bairro Piratininga, região sul de Campo Grande, mas pode ser encaminhado para a Defurv (Delegacia Especializada de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos).

Jornal Midiamax