Geral

Aécio critica omissão do governo Dilma com relação ao conflito entre índios e fazendeiros

O governo federal é omisso no que se refere ao conflito agrário indígena de Mato Grosso do Sul, disse na manhã desta sexta-feira (6) o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves. O senador mineiro prometeu, caso vença as eleições, priorizar ações de segurança pública e jurídica no campo, de forma a sanar […]

Arquivo Publicado em 06/06/2014, às 14h42

None

O governo federal é omisso no que se refere ao conflito agrário indígena de Mato Grosso do Sul, disse na manhã desta sexta-feira (6) o pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves. O senador mineiro prometeu, caso vença as eleições, priorizar ações de segurança pública e jurídica no campo, de forma a sanar disputas entre fazendeiros e índios.

“Hoje há uma omissão absurda por parte do governo federal, que não está preocupado em dar segurança no campo”, disse Aécio, comentando que tem conversado muito sobre este e outros assuntos com o senador Ruben Figueiró (PSDB/MS) e o deputado federal Luiz Henrique Mandetta (DEM/MS).

“Esse confronto não interesse ao produtor e nem às comunidades indígenas”, conclui o senador. Ele falou que transformará o Ministério da Justiça em Ministério da Justiça e Segurança Pública, com ações voltadas diretamente para sanar conflitos por terra no País.



Jornal Midiamax