Geral

Advogado do Peixe diz que racismo será denunciado: “Vamos até o fim”

O Santos promete se empenhar para punir os torcedores do Grêmio que ofenderam o goleiro Aranha durante a vitória santista sobre o Tricolor gaúcho, por 2 a 0, em Porto Alegre, na última quinta-feira, pela Copa do Brasil. Apesar de o camisa 1 ter decidido não fazer o Boletim de Ocorrência após o jogo, o […]

Arquivo Publicado em 29/08/2014, às 14h39

None

O Santos promete se empenhar para punir os torcedores do Grêmio que ofenderam o goleiro Aranha durante a vitória santista sobre o Tricolor gaúcho, por 2 a 0, em Porto Alegre, na última quinta-feira, pela Copa do Brasil. Apesar de o camisa 1 ter decidido não fazer o Boletim de Ocorrência após o jogo, o advogado do Peixe, Cristiano Caus, disse que o BO será feito nas próximas horas e que o caso terá desdobramentos.


“Conversei com todos que tinha com quem tinha de conversar. Vamos até o fim para que isso seja punido e repelido. Não posso falar mais do que isso. O Santos vai se pronunciar nesta sexta-feira. O que posso dizer é que haverá o BO da parte criminal e isso terá consequência na Justiça Desportiva”, resumiu, por telefone, ao GloboEsporte.com.


O atacante Robinho, o zagueiro Edu Dracena e o volante Arouca (que chegou a ser alvo de atos racistas durante o Campeonato Paulista) também criticaram o ocorrido durante a partida na Arena. O treinador Oswaldo de Oliveira, em entrevista coletiva, cobrou atitude das autoridades.


O presidente do Santos, Odílio Rodrigues, prestou solidariedade a Aranha e exigiu a identificação dos responsáveis pelas ofensas. O dirigente, porém, defendeu que sanções ao Grêmio não mudarão o comportamento dos que ofenderem o goleiro.


“Vamos pedir manifestação nos tribunais e, acima de tudo, que busquem a identificação desse ato criminoso e que os torcedores sejam punidos”, afirmou o dirigente, em entrevista à Rádio Globo.

Jornal Midiamax