Geral

Adolescentes confessam assassinato de jornalista em SP

Dois adolescentes confessaram o assassinato do jornalista Celso Mazzieri, de 45 anos, informou a Polícia Civil. O corpo do jornalista, que estava desaparecido desde sexta-feira (28), foi encontrado nesta quarta-feira (5), na cidade de Porto Feliz, no interior de São Paulo. Mazzieri tinha sinais de enforcamento e estava com as mão amarradas, informou a polícia. […]

Arquivo Publicado em 05/03/2014, às 19h21

None
2102082204.jpg

Dois adolescentes confessaram o assassinato do jornalista Celso Mazzieri, de 45 anos, informou a Polícia Civil. O corpo do jornalista, que estava desaparecido desde sexta-feira (28), foi encontrado nesta quarta-feira (5), na cidade de Porto Feliz, no interior de São Paulo.

Mazzieri tinha sinais de enforcamento e estava com as mão amarradas, informou a polícia. Os adolescentes não só confessaram a ação, como também revelaram que premeditaram o crime, conforme a assessoria de comunicação do Deinter 7 (Departamento de Polícia Judiciária de São Paulo Interior).

Os rapazes eram os mesmos que teriam sido levados pelo jornalista para um baile funk em Sorocaba, também no interior paulista. Em um primeiro momento, eles negaram qualquer envolvimento com o desaparecimento do jornalista, mas equipes do Setor de Homicídios da DIG (Delegacia de Investigações Gerais) de Sorocaba retornaram ao município de Porto Feliz e, após ouvi-los novamente, obtiveram a confissão.

A polícia considera o caso praticamente esclarecido. A motivação do homicídio deverá ser apresentada em entrevista coletiva, nesta tarde, na sede da Delegacia Seccional de Polícia de Sorocaba, com os delegados Julio Gustavo Vieira Guebert, Marcelo Carriel, José Humberto Urban Filho e André Marinho Bonan, respectivamente diretor do Deinter 7, seccional de Sorocaba, titular da DIG e delegado do município de Porto Feliz.

O corpo seria levado para o Instituto Médico Legal para perícia. Mazzieri morava em São Paulo e trabalhava na assessoria da atriz e apresentadora Nani Venâncio. A família chegou a pedir ajuda pela internet para ter notícias sobre o paradeiro do jornalista.

Jornal Midiamax