Geral

A Culpa É das Estrelas estreia em 1º lugar

O melodrama adolescente “A Culpa É das Estrelas” estreou em 1º lugar nas bilheterias norte-americanas, com faturamento de US$ 48,2 milhões neste fim de semana. Embora o filme não tenha registrado as mesmas quantias excepcionais dos blockbusters que o precederam, foi o suficiente para já dar lucro, pois custou apenas US$ 12 milhões. O filme […]

Arquivo Publicado em 08/06/2014, às 18h55

None
1802611748.jpg

O melodrama adolescente “A Culpa É das Estrelas” estreou em 1º lugar nas bilheterias norte-americanas, com faturamento de US$ 48,2 milhões neste fim de semana. Embora o filme não tenha registrado as mesmas quantias excepcionais dos blockbusters que o precederam, foi o suficiente para já dar lucro, pois custou apenas US$ 12 milhões.

O filme estrelado por Shailene Woodley (“Divergente”) ganhou nota A, melhor avaliação do CinemaScore, que registra a opinião do público, e teve 82% de aprovação no site Rotten Tomatoes, que calcula a nota média da crítica americana. A maior parte dos espectadores foi formada por mulheres, assim como o público que prestigiou o 2º colocado. A diferença, curiosamente, é que as mulheres mais velhas preferiram o filme infantil “Malévola”, enquanto as mais jovens optaram pelo melodrama.

O sucesso de “A Culpa É das Estrelas” é internacional, tendo rendido mais US$ 17 milhões nos outros 17 países em que estreou, com destaque para o Brasil, onde também liderou as bilheterias em seu primeiro fim de semana.

“Malévola” caiu uma posição no ranking, mas perdeu menos público que as outras estreias recentes em sua segunda semana de exibição. Fez mais US$ 33 milhões e já soma US$ 127 milhões em 10 dias em cartaz nos EUA.

Assim como aconteceu em sua estreia no Brasil, “No Limite do Amanhã” perdeu no confronto com a produção estrelada por Angelina Jolie. Mesmo estreando uma semana mais tarde nos EUA, a sci-fi de Tom Cruise fez apenas US$ 29,1 milhões. Menos que o épico sci-fi anterior do astro, “Oblivion”, que fez US$ 37,1 milhões em abril de 2013.

A situação só não é mais preocupante porque o filme, que custou US$ 178 milhões, bateu recordes de arrecadação na Rússia e na China, ajudando-o a superar os US$ 100 milhões no mercado internacional.

Curiosamente, “No Limite do Amanhã” também agradou ao público e a crítica. Inclusive, mais que “A Culpa É das Estrelas”, obtendo nota A no CinemaScore e 89% de aprovação no Rotten Tomatoes. “Temos um filme com críticas incríveis e que agradou em cheio a quem o viu, então acredito que mais espectadores ainda podem se interessar em vê-lo”, disse o Vice-Presidente de distribuição da Warner Bros. Jeff Goldstein, em entrevista ao site The Hollywood Reporter.

O resto do Top 5 é formado pelo sucesso “X-Men: Dias de um Futuro Esquecido”, que neste fim semana superou os US$ 600 milhões em todo o mundo, e o fracasso “Um Milhão de Maneiras de Pegar na Pistola”, que está com um total acumulado de US$ 30 milhões nos EUA.

Fora do Top 10, “Capitão América 2: O Soldado Invernal” fez mais US$ 439 mil em 14º lugar. E foi o bastante para superar “Uma Aventura Lego” e se tornar a maior bilheteria do ano nos EUA. Em dois meses em cartaz, o filme arrecadou US$ 255,88 milhões no mercado doméstico. O super-herói também lidera o ranking global, com US$ 709 milhões de faturamento, a maior bilheteria mundial de 2014.

Jornal Midiamax