Geral

Zeca diz que se Azambuja estiver em leilão, será primeiro contra a união do PT com PSDB

O vereador Zeca do PT declarou na manhã desta sexta-feira (6) que a atitude dos fazendeiros é um verdadeiro desrespeito a uma ordem Judicial e uma aberração. O petista foi além e disse que, se informações que chegaram até ele se confirmarem, de que Reinaldo Azambuja (PSDB) estaria participando desse leilão da resistência, seria o […]

Arquivo Publicado em 06/12/2013, às 12h12

None
1661549421.jpg

O vereador Zeca do PT declarou na manhã desta sexta-feira (6) que a atitude dos fazendeiros é um verdadeiro desrespeito a uma ordem Judicial e uma aberração. O petista foi além e disse que, se informações que chegaram até ele se confirmarem, de que Reinaldo Azambuja (PSDB) estaria participando desse leilão da resistência, seria o primeiro a se levantar contra a união com os tucanos em 2014.

Zeca, que é uma das lideranças do movimento de luta pela terra, avaliou a declaração do presidente da Acrissul (Associaçaõ de Criadores de Mato Grosso do Sul), Francisco Maia – de que faria o leilão nem que fosse somente para a pagar a multa estipulada pela Justiça de R$ 200 mil – como um atrevimento.

“Acho um atrevimento. Não se pode compactuar com o desrespeito a uma decisão judicial. É uma afronta ao Estado de Direito. Imagine se todo mundo que se sentisse injustiçado, se insurgisse contra a Justiça. É um absurdo. Se não concorda que vá e recorra”, argumentou.

O petista foi além da avaliação factual e disse que recebeu informações de que o tucano Reinaldo Azambuja estaria participando da realização do leilão e que se isso for confirmado, será o primeiro a se levantar contra a aliança com o partido.

“Recebi hoje uma informação de que o Reinaldo está no meio desse povo (produtores rurais que organizam leilão). Se for verdade, isso vai inviabilizar a possibilidade de apoio ao PT. Até agora não é nada confirmado, é uma tese, mas se ele estiver no meio sou o primeiro a me levantar contra o nome dele e a aliança com o PSDB”, disparou.

Os tucanos tentam uma aliança com o PT para a disputa pelo governo de MS em 2014. A articulação entre os partidos poderia colocar Azambuja como senador, na chapa de Delcídio do Amaral (PT). Porém, o maior dos entraves e que tenta se dar um contorno é o fato dos tucanos serem oposição ferrenha a administração da presidente petista Dilma Roussef.

Jornal Midiamax