Geral

Venda de papelão ondulado tem novo recorde histórico

A indústria brasileira de papelão ondulado comercializou 250,127 mil toneladas em fevereiro de 2013, segundo dados oficiais divulgados nesta quarta-feira (27) pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). No início do mês, a entidade havia divulgado o resultado preliminar, com vendas de 250,450 mil toneladas. Embora o resultado oficial seja levemente inferior à estimati...

Arquivo Publicado em 27/03/2013, às 14h27

None

A indústria brasileira de papelão ondulado comercializou 250,127 mil toneladas em fevereiro de 2013, segundo dados oficiais divulgados nesta quarta-feira (27) pela Associação Brasileira do Papelão Ondulado (ABPO). No início do mês, a entidade havia divulgado o resultado preliminar, com vendas de 250,450 mil toneladas.

Embora o resultado oficial seja levemente inferior à estimativa preliminar, a marca anunciada hoje representa um novo recorde do setor para meses de fevereiro. O recorde anterior, do ano passado, era de 243,748 mil toneladas de papelão.

O montante comercializado em fevereiro representa uma expansão de 2,62% em relação ao mesmo período de 2012. Na comparação com janeiro deste ano, as vendas encolheram 8,47%, trajetória já prevista devido ao feriado de Carnaval.

As vendas da indústria brasileira no primeiro bimestre totalizaram 523,388 mil toneladas, expansão de 6,39% em relação aos dois primeiros meses de 2012. A alta é explicada pelo salto de 10,09% das vendas registrado em janeiro, na comparação com o mesmo período do ano passado.

A notícia é positiva para a Klabin, líder do mercado nacional, assim como para a norte-americana International Paper (IP), que acaba de ingressar no setor após se associar ao Grupo Orsa e dar origem à Orsa International Paper Embalagens. Além das duas empresas, a lista de maiores fabricantes de papelão ondulado do País conta também com a MWV Rigesa.

Jornal Midiamax