Geral

Turquia autoriza uso de véu muçulmano e barba para funcionários públicos

O governo da Turquia acabou hoje (8) com a proibição de véu islâmico para as funcionárias públicas. A iniciativa faz parte de uma série de reformas governamentais e foi comemorada pelo primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan. A Turquia é um dos poucos países, de maioria muçulmana, onde o Estado é laico. Porém, há um movimento político […]

Arquivo Publicado em 08/10/2013, às 13h11

None

O governo da Turquia acabou hoje (8) com a proibição de véu islâmico para as funcionárias públicas. A iniciativa faz parte de uma série de reformas governamentais e foi comemorada pelo primeiro-ministro, Recep Tayyip Erdogan. A Turquia é um dos poucos países, de maioria muçulmana, onde o Estado é laico. Porém, há um movimento político que defende a islamização do país.


“Abolimos hoje uma disposição arcaica que era contrária ao espírito da República. É um passo em direção à normalização”, disse Erdogan cuja mulher usa véu, tal como a maioria das companheiras dos dirigentes do partido governamental da Justiça e Desenvolvimento (AKP). “As mulheres que usam véu são membros de parte inteira desta República tanto quanto as que andam de cabeça descoberta”, acrescentou.


A medida foi apresentada por Erdogan em 30 de setembro. A iniciativa integra um conjunto de reformas para ampliar os direitos das minorias. A medida entrou em vigor hoje definindo um novo regulamento de vestimentas para os funcionários públicos, incluindo o direito de homens usarem barba, como é costume entre os muçulmanos religiosos.


A oposição turca denunciou a medida, considerando que se trata de golpe na simbologia do Estado laico turco, estabelecido pelo fundador da República, Mustafa Kemal Ataturk. As estudantes turcas já haviam conseguido autorização para usar lenço nos campi universitários.

Jornal Midiamax