Geral

Tremores de terra deixam população em pânico no Rio Grande do Norte

Nas últimas horas não houve nenhuma ocorrência de abalos sísmicos e a população de pouco mais de 2 mil moradores de Pedra Preta, no Rio Grande do Norte, “está mais tranquila no momento, depois do pânico de ontem para hoje”, conforme revelou o policial militar Paulo Sérgio Pontes, do destacamento local. A Defesa Civil do Rio […]

Arquivo Publicado em 02/11/2013, às 12h15

None

Nas últimas horas não houve nenhuma ocorrência de abalos sísmicos e a população de pouco mais de 2 mil moradores de Pedra Preta, no Rio Grande do Norte, “está mais tranquila no momento, depois do pânico de ontem para hoje”, conforme revelou o policial militar Paulo Sérgio Pontes, do destacamento local.


A Defesa Civil do Rio Grande do Norte divulgou nesta sexta-feira (1) que o último abalo sísmico detectado na cidade de Pedra Preta, a 115 quilômetros de Natal, aconteceu pouco antes das 9h. O tremor teve 3,2 graus na escala Richter.


Pontes disse que o susto maior foi na quinta-feira (31) à noite, às 22h46, quando houve o tremor mais forte, de 3,5 graus, seguido de seis abalos de menor intensidade. Isso fez com que muita gente dormisse fora de casa, com medo do pior, disse.


Mas, depois de visitas da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, com palestras para acalmar a população, e por não ter tido novos abalos no decorrer do dia, a situação agora é de normalidade, acrescentou Pontes.


O que deixa os moradores mais apreensivos, segundo ele, é o fato de muitas casas serem antigas, algumas até de taipa [pau a pique com barro], que não resistem a tremores de maior intensidade. Pontes disse que algumas casas, apresentam rachaduras e, por essa razão, muita gente prefere dormir ao relento, com medo da casa cair, pois ninguém sabe se ocorrerão novos abalos, nem de que intensidade.

Jornal Midiamax