Geral

Transpetro prevê entrega de seis navios em 2014

A Transpetro, subsidiária da Petrobras para a área de logística e distribuição, prevê dobrar a entrega de navios para o transporte de petróleo e derivados em 2014. Dados da empresa repassados à reportagem indicam que a previsão da subsidiária é entregar seis navios de grande porte em 2014, três a mais do que o número […]

Arquivo Publicado em 09/12/2013, às 09h49

None

A Transpetro, subsidiária da Petrobras para a área de logística e distribuição, prevê dobrar a entrega de navios para o transporte de petróleo e derivados em 2014.


Dados da empresa repassados à reportagem indicam que a previsão da subsidiária é entregar seis navios de grande porte em 2014, três a mais do que o número de embarcações entregues ao longo deste ano – de três comboios hidroviários.


Entre as seis embarcações, está o navio Oscar Niemeyer, o primeiro gaseiro feito no Rio de Janeiro e que foi lançado ao mar na quarta-feira passada (4). É também o primeiro gaseiro de um total de oito encomendados no âmbito do Programa de Modernização e Expansão da Frota da Transpetro (Promof), com o Estaleiro Vard Promar. O Oscar Niemeyer foi lançado ao mar nas instalações do Estaleiro Caneco, no Caju, zona portuária da cidade.


O navio foi construído ao custo de R$ 115 milhões. Os oito gaseiros estão orçados em R$ 920 milhões.


Com 117,63 metros de comprimento, 34 metros de altura e 19,2 metros de largura, o gaseiro tem capacidade para transportar até 7 mil metros cúbicos de gás liquefeito de petróleo (GLP).


Para o ano que vem, a empresa receberá o navio suezmax (pode passar pelo Canal de Suez) Dragão do Mar, previsto para o início de 2014; dois navios panamax (podem passar pelo Canal do Panamá) – Anita Garibaldi e Irmã Dulce – ; dois suezmax (Henrique Dias e outro ainda sem nome); e dois gaseiros, sendo um deles o Oscar Niemeyer.


Neste ano, a Transpetro entregou o navio de produtos Rômulo Almeida (em janeiro), o suezmax Zumbi dos Palmares (em maio) e o José Alencar, que fará a viagem inaugural até o fim deste ano.

Jornal Midiamax