Geral

Tradicional passeio de ciclistas é proibido por falta de segurança em São Paulo

A Rota Cicloturística Márcia Prado pela Rodovia dos Imigrantes, tradicional evento ciclístico de São Paulo que estava previsto para este domingo, foi proibido pela Justiça devido à falta de segurança. A decisão da 4.ª Vara da Comarca de Cubatão foi publicada na quinta-feira pelo juiz Sérgio Ludovico Martins. A rota turística de bike tem como […]

Arquivo Publicado em 07/12/2013, às 19h50

None

A Rota Cicloturística Márcia Prado pela Rodovia dos Imigrantes, tradicional evento ciclístico de São Paulo que estava previsto para este domingo, foi proibido pela Justiça devido à falta de segurança. A decisão da 4.ª Vara da Comarca de Cubatão foi publicada na quinta-feira pelo juiz Sérgio Ludovico Martins. A rota turística de bike tem como objetivo ir de São Paulo a Santos pela estrada que corta a Serra do Mar. A Justiça impediu a realização da prova atendendo a um pedido da Ecovias, que administra o sistema Anchieta-Imigrantes.

O juiz alegou, em sua decisão, que “o lugar público se refere a rodovias de alta concentração de carros de passeio e caminhões pesados, com vários trechos desprovidos de acostamento, destacando-se os inúmeros túneis”. Para Ludovico, a realização do evento faria com que fosse “mitigada a prerrogativa dos usuários de livre circulação e manifestação em detrimento da própria segurança e da segurança de terceiros”. As informações são do site do Tribunal de Justiça de São Paulo.

Através das redes sociais, usuários convocaram um protesto pacífico pelo percurso às 8h de domingo, com saída a partir da Estação Grajaú da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). A Ecovias argumenta que a realização da rota não tem autorização dos órgãos competentes.

Jornal Midiamax