Geral

Trabalhadores são vítimas de assaltos em Dourados

Os assaltantes voltam a fazer vítimas em Dourados entre a manhã de ontem (3) e a madrugada desta quarta-feira. Os crimes tiveram como ‘alvo’ trabalhadores e aconteceram em locais distintos do município. Em um dos casos, o acusado foi apreendido. Segundo as ocorrências registradas na Polícia Civil, na manhã de terça-feira, uma mulher, moradora no […]

Arquivo Publicado em 04/12/2013, às 11h22

None

Os assaltantes voltam a fazer vítimas em Dourados entre a manhã de ontem (3) e a madrugada desta quarta-feira. Os crimes tiveram como ‘alvo’ trabalhadores e aconteceram em locais distintos do município. Em um dos casos, o acusado foi apreendido.


Segundo as ocorrências registradas na Polícia Civil, na manhã de terça-feira, uma mulher, moradora no Jardim Santa Brígida seguia pela rua Alberto Maxwell, quando no cruzamento com a Ciro Melo, um adolescente de 16 anos, residente no Jardim Monte Líbano, se aproximou e tomou dela a bolsa, contendo documentos pessoais, cartões bancários e R$ 100.


Após a ação do menor, populares que passavam pelo local conseguiram alcança-lo e o detiveram até a chegada da Polícia Militar. Em seguida, o jovem foi levado para a Delegacia do Menor e autuado em flagrante no 1º Distrito Policial de Dourados, já que a Unei (Unidade Educacional de Internação) Laranja Doce continua interditada.


Outros Assaltos


Já os outros dois crimes ocorreram na Vila Maxwell e no Estrela Porã. No primeiro, uma conselheira tutelar de 38 anos, moradora na Vila Esperança e que acabava de deixar um supermercado na região, foi surpreendida por dois homens numa moto.


Segundo a ocorrência, um deles teria feito gestos, aparentando utilizar arma de fogo e levaram dela a sacola com 12 itens comprados no estabelecimento, R$ 70, a bolsa com cartões e documentos pessoais, além de dois aparelhos de telefone celular.


Na madrugada desta quarta, um frentista de 43 anos retornava para a casa de bicicleta, quando tentou cortar caminho por uma estrada de terra, onde foi abordado por um motociclista que se aproximou lhe pedindo um cigarro.


Após a conversa, o suspeito teria o agredido com um soco e levado da vítima a carteira com R$ 20 e documentos pessoais. Os três casos são investigados pela polícia.

Jornal Midiamax