Geral

Thyssen estuda vender parte do negócio siderúrgico na Europa

A ThyssenKrupp, maior siderúrgica da Alemanha, estuda a possibilidade de vender parte de seu negócio siderúrgico europeu para um investidor, informou o jornal Rheinische Post em seu site neste sábado, citando fontes não identificadas do conselho. Um porta-voz da empresa não quis comentar as informações e apontou para declarações anteriores do presidente-executivo Heinrich Hiesin...

Arquivo Publicado em 29/06/2013, às 17h56

None

A ThyssenKrupp, maior siderúrgica da Alemanha, estuda a possibilidade de vender parte de seu negócio siderúrgico europeu para um investidor, informou o jornal Rheinische Post em seu site neste sábado, citando fontes não identificadas do conselho.


Um porta-voz da empresa não quis comentar as informações e apontou para declarações anteriores do presidente-executivo Heinrich Hiesinger, dando conta de que a Thyssen não tem planos de alienar as operações siderúrgicas europeias.


A ThyssenKrupp, afetada por perdas de sua unidade Steel Americas, que está tentando vender, não pode descartar um aumento de capital nos próximos seis a nove meses, disse Hiesinger em maio.


A Steel Americas inclui uma fábrica no Brasil e outra nos Estados Unidos.


Na sexta-feira, o Sueddeutsche Zeitung citou fontes do setor dizendo que, como parte de um aumento de até 1 bilhão de euros de capital, a fundação RAG estatal poderia comprar ações novas para garantir a independência da siderúrgica.


Uma fonte familiarizada com o assunto disse à Reuters na sexta-feira que a RAG, que controla a fabricante de produtos químicos Evonik, poderia comprar ações da ThyssenKrupp como parte de um possível aumento de capital na siderúrgica.

Jornal Midiamax