Geral

Suspeita de sequestrar bebê no Dom Antônio tem pedido de revogação de prisão negado

A mulher de 33 anos suspeita de sequestrar um bebê no bairro Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande, teve o pedido de revogação da prisão preventiva negado. O pedido foi feito pelos advogados de Renata Silva de Jesus na segunda-feira (2). A decisão é do Juiz de Direito Auxiliar, Marcelo Ivo de Oliveira, da 4ª […]

Arquivo Publicado em 03/12/2013, às 19h09

None

A mulher de 33 anos suspeita de sequestrar um bebê no bairro Dom Antônio Barbosa, em Campo Grande, teve o pedido de revogação da prisão preventiva negado. O pedido foi feito pelos advogados de Renata Silva de Jesus na segunda-feira (2).


A decisão é do Juiz de Direito Auxiliar, Marcelo Ivo de Oliveira, da 4ª Vara Criminal. Na decisão consta que pelas provas apuradas até então, verifica-se a participação de Renata no crime de sequestro e cárcere privado. Na decisão consta ainda que a manutenção da prisão também é necessária para garantia da ordem pública.


Sequestro


A menina, de apenas três dias na data do sequestro, foi tirada dos braços da mãe, uma adolescente de 14 anos e da avó, na noite do dia 16 de novembro. Elas foram abordadas por dois homens que estariam armados e levaram o bebê. No veículo ainda estariam mais duas pessoas.


No dia 19, a polícia conseguiu chegar à sequestradora, que estava com a criança no bairro Tiradentes. No mesmo dia, o pai do bebê foi preso e, por fim, na segunda-feira (25), o marido de Renata, que também estava envolvido no crime, apresentou-se à polícia. No dia 28, foi preso Samir Souza El Ossais, que seria o motorista do carro envolvido no sequestro. O último envolvido no sequestro, Hugo Vinícius de Lima, 19 anos, ainda está foragido e teve a foto divulgada pela Polícia Civil.

Jornal Midiamax