Geral

Sob pressão da torcida, Corinthians encara obrigação contra Vitória

O Corinthians atravessa um momento complicado nesta reta final do Campeonato Brasileiro. Distante da zona de classificação para a Copa Libertadores da América, o time alvinegro sofreu com protesto da torcida durante a semana e necessita de um resultado positivo para se livrar de riscos na parte de baixo, em jogo contra o Vitória, neste […]

Arquivo Publicado em 03/11/2013, às 15h51

None

O Corinthians atravessa um momento complicado nesta reta final do Campeonato Brasileiro. Distante da zona de classificação para a Copa Libertadores da América, o time alvinegro sofreu com protesto da torcida durante a semana e necessita de um resultado positivo para se livrar de riscos na parte de baixo, em jogo contra o Vitória, neste domingo, às 17 horas (de Brasília), no Barradão.

O Corinthians vem de dois empates, sendo um pelo Brasileiro (no clássico contra o Santos) e outro pela Copa do Brasil (quando foi eliminado nos pênaltis pelo Grêmio). Mesmo com a má fase, o elenco ainda trata como obrigação a busca por uma improvável vaga na próxima Libertadores.

“Com 1% de chance, é obrigação nossa correr atrás. A gente tem a chance de salvar o segundo semestre, que foi muito ruim, e dar uma explicação para o torcedor, que nos cobra”, avisa o meia Renato Augusto, que atuará como atacante neste domingo. O técnico Tite concorda. “Neste jogo com caráter decisivo, temos a oportunidade de subir na tabela, para alcançarmos a zona de segurança e, depois, buscarmos algo a mais”.

A torcida exige uma postura diferente do time, que, apesar de manter a melhor defesa da competição, ainda sofre para conseguir marcar gols, tendo índice melhor apenas do que o lanterna Náutico. Na quinta-feira, uma das organizadas alvinegras esteve em frente ao CT e protestou principalmente contra três jogadores de frente: Emerson, Alexandre Pato e Romarinho.

Dos três, apenas no ex-atleta do Milan não será titular neste domingo. Já Emerson segue no time, enquanto Romarinho retorna depois de ter cumprido suspensão automática diante do Santos, desbancando Diego Macedo. Os desfalques são Cássio, Fábio Santos e Paolo Guerrero, que estão entregues ao departamento médico.

Enquanto o Corinthians tem 41 pontos neste Brasileiro, o Vitória possui 47 e luta para alcançar a área de classificação para a próxima Libertadores. Os desfalques da equipe de Ney Franco são os zagueiros Victor Ramos e Kadu, que terão de cumprir suspensão automática.

Assim, Renato Santos e Luiz Gustavo formam a nova dupla de zaga do rubro-negro, que terá como incentivo o Barradão cheio neste domingo. Outra novidade é a entrada de Marcelo, que se recuperou de problemas musculares e assumiu a vaga de Michel no meio-campo.

Jornal Midiamax