Geral

Secretário norte-americano diz que Snowden não merece perdão

O secretário de Justiça dos Estados Unidos, Eric Holder, disse nessa terça-feira que o ex-analista Edward Snowden, que prestava serviços à Agência Nacional de Segurança (NSA), não merece “clemência” porque os mecanismos usados para expor preocupações de espionagem não são dignos dela. “Creio que ele violou claramente a lei e provocou danos à nação que […]

Arquivo Publicado em 06/11/2013, às 12h34

None

O secretário de Justiça dos Estados Unidos, Eric Holder, disse nessa terça-feira que o ex-analista Edward Snowden, que prestava serviços à Agência Nacional de Segurança (NSA), não merece “clemência” porque os mecanismos usados para expor preocupações de espionagem não são dignos dela. “Creio que ele violou claramente a lei e provocou danos à nação que diz amar”, acrescentou Holder em entrevista à CNN.

Na mesma linha, em entrevista ao diário USA Today, o secretário insistiu que “não existe base” para considerar que Snowden merece ser perdoado.

Edward Snowden reuniu-se recentemente com o parlamentar alemão Hans Christian Ströbele, em Moscou, e entregou-lhe uma carta em que pedia clemência do governo dos Estados Unidos, argumentando que iniciou um debate útil sobre se os espiões estavam ultrapassando as suas competências devido ao poder da tecnologia.

Eric Holder admitiu, contudo, que as revelações de Edward Snowden permitiram lançar nos Estados Unidos uma “conversa saudável” sobre as operações e métodos de coleta de informações.

“A discussão em que estamos imersos, creio que vale a pena para determinar como atuar para proteger a privacidade e manter seguros os cidadãos norte-americanos”, lembrou, ao considerar que o governo norte-americano deve questionar se o seu sistema de espionagem massivo “tinha ido demasiado longe”.

Ele não quis comentar, no entanto, a denúncia de que um telefone móvel da chanceler alemã Angela Merkel estava incluído em uma lista de números a serem espionados.

Jornal Midiamax