Geral

Rompimento de linha de bueiro provocou abertura da cratera na BR 163

Segundo informações publicadas no site do DNIT, equipes e máquinas estão no local realizando os serviços emergenciais para restabelecer o tráfego de veículos, que permanece interrompido

Arquivo Publicado em 27/01/2013, às 12h30

None

Segundo informações publicadas no site do DNIT, equipes e máquinas estão no local realizando os serviços emergenciais para restabelecer o tráfego de veículos, que permanece interrompido

As fortes chuvas que caíram na última semana provocaram o rompimento de uma linha de bueiro, abrindo uma enorme cratera na BR 163. O incidente ocorreu no último sábado (26) em trecho ao sul de Cuiabá, a 46 quilômetros da divisa com Mato Grosso do Sul.

Segundo informações publicadas no site do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte), equipes e máquinas estão no local realizando os serviços emergenciais para restabelecer o tráfego de veículos.

O local permanece interditado sem previsão de liberação. Segundo informações da PRF (Polícia Rodoviária Federal), já estão disponíveis no serviço de emergência – Disque 191 – as orientações de desvio para quem sai de Mato Grosso do Sul com destino a Mato Grosso.

Para quem sai de Campo Grande com destino ao MT, a rota deve ser desviada na BR 163 na altura do Km 575 (Posto São Pedro) pegando a BR 060, seguindo sentido Camapuã/MS , posteriormente, Jataí/GO e em seguida Rondonópolis/MT.

De Campo Grande a Rondonópolis via 163, o caminho interditado computava 484 Km. Via BR 060, ou seja, com o desvio por Camapuã / Chapadão do Céu e Alto Taquari, aumenta-se 264 Km.

Outra alternativa pode ser também pegar a BR 359 em Coxim sentido Alcinópolis, que sai em Alto Taquari/MT, Alto Araguaia/MT e Rondonópolis.

Obras

Segundo informações da PRF-MS (Polícia Rodoviária Federal), a empresa que presta serviços ao Dnit informou que as obras já começaram, e se o tempo colaborar, a pista deve ser liberada em cinco dias.

A PRF ainda informou que devido à interdição alguns trechos estão congestionados. Por isso, orienta os que puderem prorrogar a viagem aguardar a liberação da pista.

Jornal Midiamax