Geral

Retirada mais de uma tonelada de lixo das margens do rio Dourados

Na manhã de sábado (19), a Prefeitura Municipal de Fátima do Sul juntamente com a Polícia Militar Ambiental (PMA), Corporação de Bombeiros e pescadores voluntários realizaram limpeza nas margens do Rio Dourados. Durante a operação mais de 25 barcos recolheram o lixo que estava nas margens do rio totalizando cerca de uma tonelada de material, […]

Arquivo Publicado em 21/01/2013, às 12h36

None
2099118426.jpg

Na manhã de sábado (19), a Prefeitura Municipal de Fátima do Sul juntamente com a Polícia Militar Ambiental (PMA), Corporação de Bombeiros e pescadores voluntários realizaram limpeza nas margens do Rio Dourados.


Durante a operação mais de 25 barcos recolheram o lixo que estava nas margens do rio totalizando cerca de uma tonelada de material, entre eles, sofá, televisão, fogão, anzol de galho, sacolas plásticas, garrafas, vara de pesca e inclusive um peixe morto que provavelmente há dias estava enroscado em uma rede.


As equipes foram divididas em dois trajetos distintos, sendo que a primeira teve como ponto de partida a ponte da décima linha no distrito de Culturama até a ponte do rio Dourados, a segunda percorreu as margens da ponte de Fátima do Sul até o córrego do Engano.


Segundo o subtenente Gaspar da PMA de Dourados a quantidade de lixo surpreendeu a equipe. “O balanço do recolhimento de lixo é assustador principalmente nessa época de piracema quando a pesca é proibida, mais infelizmente algumas pessoas não respeitam e ainda poluem o meio ambiente. Esta operação deve ser realizada mais vezes e principalmente durante a pesca. Quanto ao material recolhido não é normal encontrar sofá, fogão, entre outros objetos inesperados, isso acontece porque as pessoas não zelam da natureza”, afirmou Gaspar.


Conforme o subtenente é importante preservar a mata ciliar, pois, com a chuva esse lixo acumulado nas margens escorre para o rio gerando o fenômeno que diminui o oxigênio da água afetando diretamente a reprodução dos peixes e a própria população que está interligada com a natureza.


O prefeito Júnior Vasconcelos recepcionou os voluntários e agradeceu a participação de todos os pescadores que se empenharam nesta operação. “Esta limpeza foi possível graças ao corpo de Bombeiros, a Polícia Militar Ambiental que nos acompanharam, mas principalmente a mobilização da população. Esta ação deve ser realizada duas vezes ao ano com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a preservação das margens do rio Dourados, além de beneficiar a própria natureza. Agradeço a todos que logo pela manhã deixaram suas casas para ajudar na limpeza”, alegou o prefeito.


Após os trabalhos de limpeza as equipes e os pescadores foram recepcionados na ilha do Sol com uma grande confraternização.

Jornal Midiamax