Geral

Quatro dias depois de ataques ao Itamaraty, funcionários tentam colocar prédio em ordem

Após quatro dias dos ataques ao Palácio Itamaraty, durante protestos em Brasília, os funcionários trabalham hoje (24) na tentativa de colocar o prédio em ordem e restaurar a imagem externa de um dos edifícios mais bonitos e visitados da cidade. No total, foram destruídas 62 vidraças, o tampo de uma mesa e um abajur. O […]

Arquivo Publicado em 24/06/2013, às 12h43

None
1428624750.jpg

Após quatro dias dos ataques ao Palácio Itamaraty, durante protestos em Brasília, os funcionários trabalham hoje (24) na tentativa de colocar o prédio em ordem e restaurar a imagem externa de um dos edifícios mais bonitos e visitados da cidade. No total, foram destruídas 62 vidraças, o tampo de uma mesa e um abajur. O acervo de obras raras, que fica no interior do edifício, não foi atingido. O levantamento total de prejuízos está em fase de elaboração.


Porém, do lado de fora do palácio havia mais de dez pichações – inclusive uma com a palavra corrupção, no portão da garagem do secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores, embaixador Eduardo dos Santos.


O prédio do Palácio Itamaraty, conhecido também como Palácio dos Arcos, foi projetado pelo arquiteto Oscar Niemeyer. O local está entre os mais visitados da Esplanada dos Ministérios. No interior do prédio, é possível admirar exemplos da arquitetura moderna e também obras de arte do patrimônio nacional.


No Itamaraty há painéis de Athos Bulcão, Rubem Valentim, Sérgio Camargo, Maria Martins e afresco de Alfredo Volpi. O paisagismo foi feito por Roberto Burle Marx. O projeto de construção do prédio levou anos para ser concluído devido às dificuldades técnicas para atender às inovações da proposta.


O Palácio Itamaraty é formado por três edifícios: o prédio principal e os anexos 1 e 2, sendo que este último é conhecido como Bolo de Noiva. Em frente ao edifício, sobre o espelho de água que foi invadido por manifestantes, está a escultura batizada de Meteoro, de Bruno Giorgi.

Jornal Midiamax