Geral

PT diz que Dilma é candidata à reeleição

Em mais uma tentativa de sepultar os rumores de uma eventual candidatura ao Planalto de Luiz Inácio Lula da Silva em 2014, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou, na sexta-feira (25), que uma de suas principais metas à frente da sigla será reeleger Dilma Rousseff e destacou que o antecessor da atual presidente […]

Arquivo Publicado em 26/01/2013, às 13h18

None

Em mais uma tentativa de sepultar os rumores de uma eventual candidatura ao Planalto de Luiz Inácio Lula da Silva em 2014, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, afirmou, na sexta-feira (25), que uma de suas principais metas à frente da sigla será reeleger Dilma Rousseff e destacou que o antecessor da atual presidente também tem trabalhado para reconduzi-la ao posto.


Nos últimos dias, foram divulgadas informações de que Lula teria entrado em conflito com a atual mandatária do Palácio do Planalto em torno de questões de governo, sobretudo em relação à falta de diálogo de Dilma com a sociedade. Os boatos alimentaram a tese de que o líder do PT poderia disputar a sucessão presidencial no ano que vem.


O presidente do PT negou os rumores e afirmou que a candidatura da presidente não foi questionada em nenhum momento. Ele culpou a oposição ao governo federal pela tentativa de criar uma disputa fictícia entre Dilma e Lula.


“Nunca ninguém questionou a candidatura da presidente. Eu acho que faz parte do discurso da oposição. Depois de perceber que a ofensiva da Ação Penal nº 470 (processo do mensalão) não produziu os resultados esperados, eles tentam caracterizar uma disputa inexistente, com a história de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode ser candidato”, afirmou.


Com a presença de condenados no julgamento do mensalão, Rui Falcão participou ontem de encontro da tendência Construindo um Novo Brasil, majoritária no PT, que anunciou apoio à sua reeleição à presidência do partido em novembro.


“Um dos meus objetivos será (eleger Dilma Rousseff). O outro é construir uma plataforma de mudanças que permitam o avanço do país”, disse Falcão.


Dilma tem encontro com Lula


Em meio aos rumores, Dilma Rousseff visitou ontem São Paulo. Antes de participar de eventos ao lado do governador Geraldo Alckmin (PSDB) e do prefeito Fernando Haddad (PT), ela se reuniu em um hotel da capital paulista com o seu antecessor.


No encontro, que contou com a participação de Rui Falcão, Lula convidou a sua sucessora para participar de um evento, no final de fevereiro, em comemoração aos dez anos do PT à frente do governo federal.


A solenidade, que terá a presidente como uma das anfitriãs e dará início às comemorações do partido, tem como objetivo reforçar a posição do PT de apoio à reeleição de Dilma, bem como negar uma eventual candidatura de Lula em 2014.


A avaliação da cúpula petista é de que ainda é cedo para lançar a presidente à reeleição, mas que chegou a hora de ela adotar um discurso mais duro em relação à oposição ao governo federal.


Além de ajudar Dilma Rousseff nas articulações políticas, Lula deve empreender, no primeiro semestre, uma caravana pelo Brasil, na qual pretende reforçar as alianças com partidos da base aliada, sobretudo com o PMDB e o PSB.


A atenção dos petistas está voltada, principalmente, para o Nordeste, onde o governador Eduardo Campos (PE), presidente nacional do PSB, tem conquistado cada vez mais espaço.


O líder do PT na Câmara dos Deputados, José Guimarães (CE), não descarta que o governador pernambucano, assim como Cid Gomes (PSB), governador do Ceará, sejam convidados para as incursões pelo interior desses estados.

Jornal Midiamax