Geral

Prouni tem quase 1 milhão de inscritos

Estudantes têm até as 23h59 de hoje (21) para se inscrever no Programa Universidade para Todos (ProUni). Neste último dia, foram registrados 965.116 inscritos até as 20 horas desta segunda-feira. Até o momento, foram registradas 1.874.729 inscrições, já que cada candidato pode fazer até duas opções de curso. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet. […]

Arquivo Publicado em 21/01/2013, às 22h55

None

Estudantes têm até as 23h59 de hoje (21) para se inscrever no Programa Universidade para Todos (ProUni). Neste último dia, foram registrados 965.116 inscritos até as 20 horas desta segunda-feira. Até o momento, foram registradas 1.874.729 inscrições, já que cada candidato pode fazer até duas opções de curso. As inscrições são feitas exclusivamente pela internet.

A primeira divulgação dos resultados será no dia 24 deste mês e a segunda, no dia 8 de fevereiro. Quem não for pré-selecionado em nenhuma das etapas poderá entrar na lista de espera nos dias 24 e 25 de fevereiro.

O ProUni, criado pelo Ministério da Educação (MEC), concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica em instituições privadas de educação superior. No primeiro semestre de 2013, estão sendo oferecidas 162.329 bolsas, sendo 108.686 integrais e 53.643 parciais (cobertura de 50% da mensalidade).

Para concorrer à bolsa integral, o candidato deve comprovar renda familiar por pessoa até um salário mínimo e meio (R$ 1.017). Para as bolsas parciais, a renda familiar deve ser de até três salários mínimos (R$ 2.034) por pessoa. Cada estudante pode optar por até dois cursos.

Para participar, é preciso ter cursado todo o ensino médio em escola pública ou em estabelecimento particular na condição de bolsista. Também é pré-requisito ter participado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2012 e atingido pelo menos 450 pontos, além de não ter zerado a nota da redação.

O estudante que conseguir apenas uma bolsa parcial (50% da mensalidade) pode custear a outra parte por meio do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) sem a necessidade de apresentar fiador. Para isso, é preciso que a instituição onde o aluno pretende se matricular tenha firmado termo de adesão ao Fies e ao Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo (Fgeduc).

Estão dispensados dos requisitos de renda para a obtenção de bolsa os professores da rede pública em efetivo exercício do magistério da educação básica, integrantes de quadro de pessoal permanente de instituição pública. Eles concorrem exclusivamente a bolsas para cursos de licenciatura.

Jornal Midiamax