Geral

Presidente da comissão de direitos humanos diz que houve abuso de poder em prisão de manifestante

O presidente da comissão de direitos humanos da OAB/MS, Joatan Loureiro, chegou a Depac centro para averiguar os direitos do manifestante Rodrigo Valle da Costa, o Rodrigo Mão, detido pela polícia por desacatar o vereador Elizeu Dionísio (SDD) durante sessão na Câmara dos vereadores nesta quinta-feira (11) em Campo Grande. Loureiro declarou que a polícia […]

Arquivo Publicado em 10/10/2013, às 16h14

None
1834278002.jpg

O presidente da comissão de direitos humanos da OAB/MS, Joatan Loureiro, chegou a Depac centro para averiguar os direitos do manifestante Rodrigo Valle da Costa, o Rodrigo Mão, detido pela polícia por desacatar o vereador Elizeu Dionísio (SDD) durante sessão na Câmara dos vereadores nesta quinta-feira (11) em Campo Grande.

Loureiro declarou que a polícia não está pronta para a democracia. “Os órgãos de segurança estão acostumados com a ditadura. O cidadão não tem o direito de se expressar livremente”. O presidente ainda ressaltou que para o processo ser democrático, a denúncia tem que ser apurada. “O caso tem que ser investigado para ver se há fundamento ou não. Houve abuso de poder da guarda municipal”, disse.

Segundo o presidente da comissão de direitos humanos, o vereador Mário César (PMDB) quer abrir caso para que Rodrigo Mão nunca mais entre na Câmara. “A Câmara é um lugar onde o povo tem o direito de se manifestar e entrar livremente. Ele só pode ser proibido de entrar caso aja investigação que dê motivos para a proibição”, finalizou.

Jornal Midiamax