Geral

PortoFolia atrai milhares de brasileiros e paraguaios no carnaval 2013

Desde a abertura na sexta-feira (8) o PortoFolia 2013 vem confirmando que em Porto Murtinho as culturas, costumes e perfis de brasileiros e paraguaios formam uma das mais animadas e participativas combinações populares do carnaval em Mato Grosso do Sul. Feliz com a organização e o sucesso da festa, o prefeito heitor Miranda dos San […]

Arquivo Publicado em 13/02/2013, às 17h47

None
1432322293.JPG

Desde a abertura na sexta-feira (8) o PortoFolia 2013 vem confirmando que em Porto Murtinho as culturas, costumes e perfis de brasileiros e paraguaios formam uma das mais animadas e participativas combinações populares do carnaval em Mato Grosso do Sul. Feliz com a organização e o sucesso da festa, o prefeito heitor Miranda dos San tos (PT) disse que a diversidade regional fornece uma receita irresistível aos visitantes. E os turistas, aos milhares, deste e de outros estados e países, vêm engrossando a corrente de foliões que brincam de dia, à noite e até o raiar do sol com segurança, vibração e muito calor humano na Praça de Eventos, ruas, bairros da cidade e até nas localidades paraguaias próximas.



O carnaval murtinhense deste ano tem sido um dos mais animados e tranquilos, sem registro de qualquer ameaça à segurança das pessoas e nenhum incidente grave. Soldados das polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e da empresa privada Águia realizam um eficiente trabalho de segurança preventiva. Cerca de oito mil pessoas, em média, dão o tom alegre e hospitaleiro de uma folia que encanta turoistas e visitantes ilustres do Brasil e do Paraguai, entre os quais o deputado federal Vander Loubet, o deputado estadual Felipe Orro e o vereador belavistense Jair Bispo.



INTEGRAÇÃO – Além de turistas brasileiros e do Estado – sobretudo de Campo Grande e de cidades do Sudoeste, como Jardim, Bela Vista, Aquidauana, Caracol, Sidrolândia, Antonio João, Miranda e Bodoquena -, Porto Murtinho está recebendo a visita de muitos vizinhos do outro lado do Rio Paraguai, entre elas Carmelo Peralta, Isla Marguerita e Vallemy. Desta última, o prefeito Celso Ovelar e o presidente da Indústria Nacional de Cemento (INC), engenheiro Wilson Dioverti, acompanharam o Grupo de Dança Rainhas de Vallemy, formado por jovens e moças desta que é conhecida como capital paraguaia do cimento.



Nas quatro noites de PortoFolia, com o rei Momo e a Rainha do carnaval à frente, a animação foi contagiante e a diversidade cultural deu um colorido único à festa. Além da decoração inspirada nas temáticas regionais da Festa do Touro, da Índia Cunhatay-Porã, da Virgem de Caacupê, da fauna e flora pantaneiras e da dançarina espanhola (que remete ao país inspirador da disputa entre os touros Bandido e Encantado, já célebre dentro e fora do Brasil), a Praça de Eventos recebeu também o grupo de dança paraguaio Rainhs do Vallemy.



Para completar, nove blocos, uma bateria de escola de samba, orquestra municipal de sopros, nove bandas (duas baianas) e grupos de pagode capricham na diversidade de ritmos com sambas, marchinhas, axé e até a kachaka. No final da festa, sempre sob as primeiras luzes da manhã, um DJ ainda põe na pista um som eletrônico para os foliões. O grupo Rainhas do Vallemy deu um show a parte, com belas e aplaudidas coreografias, ao som de samba, polcas paraguaias e chamamés. No sábado próximo, dia 16, quando os paraguaios fazem seu carnaval, os murtinhenses vão retribuir a visita, levando a Vallemy a Corte do Rei Momo, a Banda Folia (de sopros) e os grupos que fazem os touros Bandido e Encantado.


Jornal Midiamax