Geral

Peixarias permanecem lotadas na véspera da Sexta-feira Santa em Campo Grande

Movimento é alto e peixe é disputado 'às cotoveladas', mas proprietários garantem ter a carne até o final do expediente para atender quem busca pelo produto na última hora.

Arquivo Publicado em 28/03/2013, às 18h14

None
295054599.jpg

Movimento é alto e peixe é disputado ‘às cotoveladas’, mas proprietários garantem ter a carne até o final do expediente para atender quem busca pelo produto na última hora.

Há quem já esteja com o bacalhau de molho nesta quinta-feira (28) para prepará-lo para a sexta-feira santa, mas muita gente trabalha durante a semana e não teve tempo de comprar a carne branca. Por isso, peixarias de Campo Grande estão lotadas hoje.


Na feira do peixe, que fica no Morenão, reforçou o estoque e funciona até às 17h desta quinta-feira. Idealizada pelo professor Celso Benites, da Estação Experimental de Piscicultura da Faculdade de Medicina Veterinária da UFMS.


Funcionando sempre na Semana Santa há 12 anos, a feira oferece o quilo do pacu por R$ 8,50 e do pintado por R$ 13,50. Em outros estabelecimentos, o preço médio do pacu é R$ 12,99 e do pintado, R$ 17,99, conforme pesquisa do Procon/MS deste ano.


Na peixaria do Mercadão, não há espaço nem para chegar perto do balcão. O proprietário Cleuber Linares garante que haverá peixe até amanhã (29), às 12h, quando fecha o lugar.


“Sempre compro cerca de 10% a mais que o ano anterior para não faltar”, explicou. Hoje o estabelecimento fecha às 19h30.

Jornal Midiamax