Geral

Passe livre para estudantes pode custar R$ 7,5 bi por mês, diz líder do PT no Senado

O projeto de lei que prevê passe livre para os estudantes em todo o Brasil pode custar R$ 7,5 bilhões por mês aos cofres públicos, segundo o líder do PT no Senado, Wellington Dias (PI). De acordo com o senador, o projeto de lei, de número 248/2013, de autoria do presidente do Senado, Renan Calheiros […]

Arquivo Publicado em 02/07/2013, às 19h35

None

O projeto de lei que prevê passe livre para os estudantes em todo o Brasil pode custar R$ 7,5 bilhões por mês aos cofres públicos, segundo o líder do PT no Senado, Wellington Dias (PI).


De acordo com o senador, o projeto de lei, de número 248/2013, de autoria do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), custaria a municípios, Estados e União R$ 342 milhões por dia, considerando que cada estudante tome apenas duas conduções por dia, uma ir e outra para voltar da escola ou Universidade.


“É um projeto interessante de uma demanda que está nas ruas”, afirma o líder do PT. “Mas devemos analisar ele nas comissões antes de pensar em votá-lo, já que o impacto nas contas públicas é muito grande”. diz ele. “Os governos financiam saúde e educação. Desta forma, é possível aumentar ainda mais o subsídio ao transporte, mas devemos definir fontes de renda para este custo parta não haver impacto na inflação, por exemplo”.


De acordo com pelo menos cinco senadores ouvidos pela reportagem nesta terça-feira (2), o projeto de passe livre, de relatoria do líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), encontrará grande resistência na casa. “O problema é que o Renan jogou para a plateia quando tirou esse projeto da manga, não combinou nada com ninguém, e os senadores estão insatisfeitos com isso”, afirma um senador governista que prefere não ser identificado para não causar constrangimento público com o presidente da casa.


O projeto de passe livre está previsto para debatido no plenário do Senado nesta quarta-feira. De acordo com o líder do PT na casa, a conta que ele apresentou é grosseira e preliminar. De acordo com as contas, em um ano o impacto nas contas chegaria a R$ 90 bilhões.


Na manhã desta terça-feira, foi aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos, em caráter terminativo, o projeto que prevê mais desonerações para o transporte público no Brasil, o que pode causar uma redução média de 15% no preço das passagens, segundo senadores que defendem o tema. Agora a matéria segue pra votação na Câmara.

Jornal Midiamax