Geral

Para evitar problemas, técnico da Alemanha desiste de votar no Bola de Ouro

Treinador da seleção da Alemanha, Joachim Löw se absteve dos três votos aos quais tinha direito para o Prêmio Bola de Ouro da Fifa. De acordo com a revista Sport Bild, ele preferiu não causar crises no elenco, já que cinco de seus atletas concorrem ao troféu de melhor jogador da temporada 2013. “Por um […]

Arquivo Publicado em 04/12/2013, às 14h44

None

Treinador da seleção da Alemanha, Joachim Löw se absteve dos três votos aos quais tinha direito para o Prêmio Bola de Ouro da Fifa. De acordo com a revista Sport Bild, ele preferiu não causar crises no elenco, já que cinco de seus atletas concorrem ao troféu de melhor jogador da temporada 2013.


“Por um lado é uma honra para o futebol alemão que haja cinco jogadores do nosso país entre os 23 candidatos. Mas o fato de a Fifa publicar os votos coloca o treinador em perigo”, explicou Jens Grittner, representante da Federação Alemã de Futebol.


Dos cinco atletas alemães que concorrem ao prêmio, quatro deles são do Bayern de Munique: o goleiro Manuel Neuer, o lateral Philipp Lahm e os meio-campistas Bastian Schweinsteiger e Thomas Müller. O quinto nome da lista é o meia Mesut Özil, que recentemente trocou o Real Madrid pelo Arsenal.


Löw poderia votar em três jogadores, mas dois seriam preteridos pelo treinador da seleção alemã. “Por isso ele não se vê em condições de votar de maneira imparcial”, concluiu Grittner. Lahm, capitão da Alemanha e também com direito a voto, não escolheu nenhum compatriota: ele indicou o francês Franck Ribery, o português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi.

Jornal Midiamax