Geral

Paquistão expulsa suposto líder da Al-Qaeda para a França

O Paquistão expulsou nesta terça-feira à França o francês Naamen Meziche, considerado um líder histórico da Al-Qaeda e suspeito de estar envolvido em uma filial de aprendizes jihadistas e em planos de atentados no Ocidente, anunciou à AFP uma fonte diplomática. Meziche, 43 anos, “chegou de avião nesta tarde a Paris” depois de 16 meses […]

Arquivo Publicado em 08/10/2013, às 15h28

None

O Paquistão expulsou nesta terça-feira à França o francês Naamen Meziche, considerado um líder histórico da Al-Qaeda e suspeito de estar envolvido em uma filial de aprendizes jihadistas e em planos de atentados no Ocidente, anunciou à AFP uma fonte diplomática.

Meziche, 43 anos, “chegou de avião nesta tarde a Paris” depois de 16 meses de detenção no Paquistão, acrescentou a fonte.

Meziche será interrogado em sua chegada pela polícia francesa, e depois provavelmente será acusado e colocado em prisão preventiva, segundo diversas fontes.

Meziche, que também tem um passaporte argelino, foi preso em maio de 2012 pela polícia paquistanesa quando viajava de ônibus com outros três franceses, no sudoeste do país. Trata-se de uma região afastada, frequentemente utilizada pelos jihadistas por estar próxima das zonas tribais, o principal bastião da Al-Qaeda na região, e do Afeganistão.

Durante sua prisão, os serviços de inteligência franceses descreveram Meziche como “um líder importante da Al-Qaeda, vinculado à célula de Hamburgo”, à qual pertenciam vários dos terroristas autores dos atentados de 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos.

Também é suspeito de estar envolvido em projetos de atentados no Ocidente no fim dos anos 2000. Mas sua importância dentro da rede jihadista é alvo de polêmicas.

Jornal Midiamax