Geral

Obra na cratera da avenida Monte Castelo será concluída em 15 dias

Um trecho de 26 metros da rede de galeria pluvial será substituído

Arquivo Publicado em 14/02/2013, às 11h21

None
1386794529.jpg

Um trecho de 26 metros da rede de galeria pluvial será substituído

A previsão para que o fluxo de veículos das avenidas Monte Castelo com Rachid Neder, no bairro Monte Castelo, em Campo Grande, seja liberado é de duas semanas, segundo informou o secretário Semy Ferraz, da Seintrha (Secretaria de Infraestrutura, Transporte e Habitação).

Um trecho de 26 metros da rede de galeria pluvial será substituído por tubos de concreto de 1,5 metro. No local a tubulação é de aço com circunferência de 2,5 metros. Por baixo da área onde as crateras se formaram está situado o Córrego Cascudo.

A substituição dos tubos de aço por concreto, de acordo com Semy, é para não atrasar a obra. “Os tubos em aço não são encontrados na pronta entrega, iria demorar muito e queremos liberar a via para o trânsito o mais rápido possível, para causar o menor transtorno para a população. Além disso, temos que fazer por partes para não comprometer a estrutura do salão de festas localizado na esquina”, afirmou.

O cruzamento das avenidas foi interditado porque duas crateras se formaram no local, na madrugada de domingo (10), devido a problemas de drenagem. Conforme Semy, um cano da tubulação estourou e um buraco se formou no local em razão da pressão da água. “A tubulação é de mais de 20 anos e estava comprometida, em parte devido a ligações clandestinas de esgoto. A chuva do fim de semana acelerou o processo de erosão”, explicou o secretário.

Na manhã da segunda-feira (11), uma equipe da Águas Guariroba esteve no local para averiguar o problema, no entanto, no trecho onde o caminhão da empresa estacionou cedeu e uma segunda cratera abriu. O veículo precisou ser removido com um guincho.

Trecho interditado para obra de cratera rua Chaadi Scaff será liberado amanhã

A cratera aberta na rua Chaadi Scaff, próxima ao parque Itanhangá foi fechada nesta quarta-feira (13) e o trecho será liberado amanhã (14). De acordo com o secretário Semy Ferraz, “falta apenas a concretagem do local”.

Fechada na quinta-feira (7), a cratera havia sido aberta devido ao rompimento de uma tubulação, em dezembro do ano passado. No domingo (10), o trecho da calçada, voltou a ceder. “A infiltração atingiu apenas a parte superficial, mas a caixa estrutural de concreto permaneceu intacta. Fizemos a calafetação e foi refeito o aterro e o calçamento”, explicou Semy.

Jornal Midiamax