Geral

No dia dos veganos, quem tem vontade de ser vegetariano busca opções na Capital

Na busca de um estilo de vida mais saudável, Glauce Cristina Fleitas Ferreira, 40 anos, conta que quer ser vegetariana. Para isso, revela que está tirando gradativamente a proteína animal do cardápio. “A nutrição tem que ser equilibrada. Por isso, quero acostumar meu organismo até retirar totalmente a proteína animal. Vou buscar uma consultoria e […]

Arquivo Publicado em 01/11/2013, às 17h08

None
2091655281.jpg

Na busca de um estilo de vida mais saudável, Glauce Cristina Fleitas Ferreira, 40 anos, conta que quer ser vegetariana. Para isso, revela que está tirando gradativamente a proteína animal do cardápio. “A nutrição tem que ser equilibrada. Por isso, quero acostumar meu organismo até retirar totalmente a proteína animal. Vou buscar uma consultoria e me tornar vegetariana”, diz determinada.

Almoçando em restaurante especializado, ela conta que ainda tem dificuldades em preparar os pratos e encontrar alguns alimentos na prateleira do mercado. “Não é sempre que a gente encontra alguns alimentos, o arroz integral, por exemplo, nem sempre acho”, diz.

Por isso, a saída, muita vezes é comer fora, em locais especializados. E é exatamente na busca desses clientes, que querem uma alimentação mais saudável, que a empresária chinesa Chen Yin Hsin, 39 anos, investiu e está crescendo em Mato Grosso do Sul.

Ela conta que quando chegou ao Estado há 13 anos decidiu abrir uma lanchonete, que também era restaurante. De família de vegetarianos, pensou em abrir um restaurante vegano – que não usasse nenhum alimento de origem animal. Entretanto, vendo que o sul-mato-grossenses é louco por carne. Na Capital Morena, por exemplo, se consome 13% a mais de carne que a média nacional. Decidiu fazer o restaurante vegetariano, para não restringir tanto.

Apesar de ter enfrentado dificuldades no inicio para emplacar a ideia, o negócio cresceu. Para ela, a busca por uma alimentação mais saudável tem provocado curiosidade sobre o estilo de vida até de quem é adepto da carne, e isso influenciou no crescimento do empreendimento. “Muita gente vem aqui na busca de uma alimentação mais saudável. Temos nosso público fiel e esses clientes sempre trazem gente nova para conhecer”, diz.

Outro empreendimento que também serve comida vegetariana na cidade, localizado na rua Barão de Melgaço, é ponto certo de quem busca uma alimentação mais regrada.

Nutricionista no restaurante, Mariana de Souza, 38 anos, conta que para trabalhar com comida ovo-lacto-vegetariana é preciso um cuidado especial. Apesar de o local servir comidas com carnes, as vegetarianas continuam sendo o grande chamariz.

“Temos todo o cuidado no preparo. O cozinheiro que faz as comidas com carnes tem ferramentas exclusivas para o manuseio e preparo. Assim, como quem trabalha com as saladas e os outros pratos. Nada é misturado, até por exigência da vigilância sanitária”, explica.

Em relação à comida vegana, ela conta que lá apenas o arroz, o feijão, a soja, o glúten e as saladas podem ser classificados assim. Já que nos outros pratos são usados leites, queijos, ovos e outros produtos de origem animal.

Para quem quer ter o estilo de vida, a profissional explica que na hora de se alimentar é importante combinar as proteínas com alimentos que contenham vitamina C. “A proteína animal tem um valor biológico mais alto, o corpo absorve melhor. Então se for tirar do cardápio, tem que comer outras proteínas associadas a vitamina C para ter uma absorção melhor”, diz.

Encontro Vegetarianismo MS

Para quem quer saber mais sobre o estilo de vida, neste domingo (3), acontece na Escola Estadual Maria Constança Barros Machado, localizada na rua Cândido Mariano, 451, bairro Amambaí o 1⁰ Encontro Vegetarianismo MS.

O encontro que pretende reunir, além de vegetarianos e veganos, todos que possam se interessar pelo assunto tratará de temas de saúde, libertação animal e planeta saudável. Haverá palestras, oficinas e será servido café da manhã e almoço. O investimento é R$ 50 (inteira) e R$ 35 (estudante). Mais informações 9292-5121 ou 8149-3810.

Serviço

Restaurante Broto de Bambu – rua Maracaju, 115, Centro.

Restaurante Viva a Vida – Rua Barão de Melgaço, 380, Centro.

Jornal Midiamax