Geral

Nissan condena atos de violência e cancela patrocínio ao Vasco

A montadora de carros Nissan confirmou, na última segunda-feira (16), o fim do apoio que dava ao Vasco da Gama. A empresa, que patrocinava a equipe desde julho de 2013, cancelou o contrato que mantinha com o clube carioca por causa dos atos de violência de torcedores do time, que entraram em confronto com a […]

Arquivo Publicado em 17/12/2013, às 19h06

None

A montadora de carros Nissan confirmou, na última segunda-feira (16), o fim do apoio que dava ao Vasco da Gama. A empresa, que patrocinava a equipe desde julho de 2013, cancelou o contrato que mantinha com o clube carioca por causa dos atos de violência de torcedores do time, que entraram em confronto com a torcida do Atlético-PR em partida da última rodada disputada na cidade de Joinville.

Na nota oficial emitida em seu site, a Nissan diz que os “referidos atos de violência são incompatíveis com os valores e princípios sustentados e defendidos pela empresa em todo o mundo”. O patrocínio tinha previsão de duração de quatro anos e foi obtido após longa espera do time cruzmaltino por um apoio.

Antes do fim do acordo com a Nissan, o Vasco já havia recebido punição do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). No tribunal, a equipe carioca foi punida com a perda de oito mandos de campo, sendo quatro com portões fechados, e multa de R$ 80 mil.

Jornal Midiamax