Geral

Mãe defende filha de ser esfaqueada e morre atropelada por carreta

Teresinha Salvalaggio Ricken, de 52 anos, morreu atropelada por uma carreta, no momento em que tentava impedir que a filha fosse esfaqueada pelo ex-marido, na noite desta sexta-feira (28), na cidade de Ivinhema, a 297 km de Campo Grande. De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher entrou na cabine da carreta do novo namorado, […]

Arquivo Publicado em 28/06/2013, às 23h55

None

Teresinha Salvalaggio Ricken, de 52 anos, morreu atropelada por uma carreta, no momento em que tentava impedir que a filha fosse esfaqueada pelo ex-marido, na noite desta sexta-feira (28), na cidade de Ivinhema, a 297 km de Campo Grande.

De acordo com o boletim de ocorrência, a mulher entrou na cabine da carreta do novo namorado, em frente da casa da mãe no bairro Triguina. Por estarem separados há pouco tempo, o ex-marido da jovem, vendo a cena, pegou uma faca e disse que “pegaria” a jovem.

Ouvindo a ameaça, Teresinha correu em direção a carreta, subiu no estribo do veículo, de onde foi empurrada pelo ex-marido de sua filha.

Neste momento, o motorista da carreta arrancou com o veículo, vindo a atropelar Teresinha, que estava caída ao solo. Ela morreu no local. Até o momento desta publicação, o caminhoneiro não se apresentou à polícia.

O caso foi lavrado como homicídio culposo na direção de veículo automotor.

Jornal Midiamax

☰ Últimas Notícias