Geral

Madonna se une a campanha a favor dos homossexuais na Rússia

A cantora americana Madonna, 55, se juntou à campanha “Amor vence o ódio”, da organização dos Direitos Humanos, para lutar contra as leis que incidem sobre a “propaganda gay” na Rússia. De acordo com o site da revista “Billboard”, cada vez mais celebridades ocidentais estão preocupadas com as medidas contra os homossexuais na Rússia, principalmente […]

Arquivo Publicado em 05/12/2013, às 15h21

None

A cantora americana Madonna, 55, se juntou à campanha “Amor vence o ódio”, da organização dos Direitos Humanos, para lutar contra as leis que incidem sobre a “propaganda gay” na Rússia.

De acordo com o site da revista “Billboard”, cada vez mais celebridades ocidentais estão preocupadas com as medidas contra os homossexuais na Rússia, principalmente com a proximidade dos Jogos Olímpicos de Inverno, que vão acontecer, em 2014, em Sochi.

Russos estão sofrendo multas, agressões e violência. Neste momento perigoso do país, nós, como porta-vozes, temos a responsabilidade de falar e levar a nossa mensagem de esperança numa escala mundial”, disse a popstar no site da campanha.

“Juntos, nós podemos enviar uma mensagem para a comunidade LGBT na Rússia de que o mundo está do lado deles, e todos que procuram apoio não estão sozinhos nessa luta fundamental por justiça”, completou a cantora.

A iniciativa de Madonna foi bem vista pela comunidade LGBT do país. “É muito importante que celebridades como Madonna e Lady Gaga se juntem a iniciativas deste tipo”, disse a advogada da rede LGBT russa, Maria Kozlovskaya ao site da revista americana “The Hollywood Reporter”.

Em agosto de 2012, durante um show da turnê “MDNA”, em São Petersburgo, a cantora quase foi processada em US$ 10 milhões por uma organização local por propaganda gay. Na apresentação, a rainha do pop ficou somente de lingerie preta, balançou uma bandeira do movimento gay e escreveu nas costas as palavras “no fear” (“sem medo algum”, em português”).

Jornal Midiamax