Geral

Lima Duarte diz que sua atuação em “Meu Bem, Meu Mal” foi “canastrona”

O ator Lima Duarte disse que sua interpretação na novela “Meu Bem, Meu Mal” foi “canastrona”. A declaração foi dada durante a gravação do aniversário de 13 anos do “Altas Horas”, realizada na tarde desta quinta-feira (5), que teve como tema as telenovelas brasileiras. Na trama de Cassiano Gabus Mendes, Lima interpretava Dom Lázaro Venturini, […]

Arquivo Publicado em 05/12/2013, às 20h15

None

O ator Lima Duarte disse que sua interpretação na novela “Meu Bem, Meu Mal” foi “canastrona”. A declaração foi dada durante a gravação do aniversário de 13 anos do “Altas Horas”, realizada na tarde desta quinta-feira (5), que teve como tema as telenovelas brasileiras.

Na trama de Cassiano Gabus Mendes, Lima interpretava Dom Lázaro Venturini, que ao sofrer um derrame acaba por perder os movimentos, a fala e a audição. Vítima de sua nora, a vilã Isadora Venturini (Silvia Pfeiffer, em seu primeiro papel na TV), o patriarca é torturado e nada pode fazer.

Entretanto, um dia ele consegue recuperar a fala e diz, para sua enfermeira, uma frase que se tornou antológica na história da dramaturgia. Ao ser indagado se preferia mamão ou melão, Dom Lázaro fala, com a língua presa: “Enfermeira, eu prefiro melão”.

Lima ainda foi elogiado por César Menotti e Fabiano e por Sandy. A dupla sertaneja disse que o ator foi um dos maiores incentivadores da música caipira no Brasil durante o tempo em que apresentou o “Som Brasil”. Sandy se lembrou que foi neste programa em que ela e o irmão cantaram na TV pela primeira vez.

Jornal Midiamax