Geral

LAN e TAM perdem autorização para operar na Bolívia, diz governo

As companhias aéreas LAN, do Chile e TAM-Mercosur, do Paraguai não estão autorizadas a continuar operando na Bolívia, porque não renovaram suas licenças em tempo, disse no sábado uma autoridade aeronáutica boliviana. No entanto, ambas as empresas mantiveram seus voos programados para o fim de semana, argumentando –segundo fontes da indústria– que não foram notificadas […]

Arquivo Publicado em 17/02/2013, às 14h22

None

As companhias aéreas LAN, do Chile e TAM-Mercosur, do Paraguai não estão autorizadas a continuar operando na Bolívia, porque não renovaram suas licenças em tempo, disse no sábado uma autoridade aeronáutica boliviana.


No entanto, ambas as empresas mantiveram seus voos programados para o fim de semana, argumentando –segundo fontes da indústria– que não foram notificadas oficialmente da suspensão das licenças anunciada pela Autoridad de Transportes y Telecomunicaciones (ATT ), que enviou um comunicado para a imprensa.


LAN e TAM-Mercosur “não estão autorizadas a continuar prestando seus serviços a partir de 15 de fevereiro,” declarou a ATT, depois de ressaltar que as autorizações de transporte das duas empresas “não foram renovadas, desobedecendo as regras vigentes do setor”.


Representantes da LAN e da TAM-Mercosur, uma filial da brasileira TAM, não foram encontradas para comentar a decisão. LAN e TAM formaram recentemente o grupo internacional Latam.


Fontes da ATT, que pediram anonimato, disseram que a suspensão dos voos das duas empresas aéreas “pode passar a valer a partir da semana que vem, assim que receberem a notificação oficial da decisão e caso as duas não entrem com algum recurso.”


A LAN que também opera na Bolívia como uma empresa aérea peruana, tinha seis voos de e para Santiago e Lima programados para o fim de semana.


A TAM-Mercosur tem um voo diário entre Santa Cruz e a capital do Paraguai, Assunção.

Jornal Midiamax