Geral

Instrutor de paraquedista é indiciado por lesão corporal dolosa

A Polícia Civil encerrou o inquérito sobre o acidente que deixou Marcelo Vaz da Silva, 26 anos, gravemente ferido após falha no paraquedas falhar em salto no dia 19 de janeiro de 2013, em aeroporto particular de Campo Grande. De acordo com a perícia, o equipamento usado para o salto era impróprio para iniciantes e […]

Arquivo Publicado em 18/02/2013, às 22h37

None

A Polícia Civil encerrou o inquérito sobre o acidente que deixou Marcelo Vaz da Silva, 26 anos, gravemente ferido após falha no paraquedas falhar em salto no dia 19 de janeiro de 2013, em aeroporto particular de Campo Grande. De acordo com a perícia, o equipamento usado para o salto era impróprio para iniciantes e incompatível com o peso da vítima, que fazia aulas.

Com os laudos da perícia, o instrutor de Marcelo foi indiciado lesão corporal dolosa. No dia do acidente a vítima teria tido problemas com o paraquedas durante o procedimento de pouso e acabou caindo com muita força no solo.

Desde o dia do acidente Marcelo continua internado no CTI (Centro de Tratamento Intensivo) da Santa Casa de Campo Grande e respira com o auxílio de aparelho. O caso foi investigado pela 4ª Delegacia de Polícia.

Jornal Midiamax