Geral

Inquérito contra Dhomini por suposto mau-trato a cão é arquivado

O delegado Luziano Carvalho, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (DEMA) de Goiás, pediu para que o Ministério Público arquive o inquérito aberto contra Dhomini sobre a acusação de suposto maus-tratos a um cachorro. O participante do Big Brother Brasil 13, da Globo, disse, durante uma conversa informal vista apenas […]

Arquivo Publicado em 22/01/2013, às 17h04

None

O delegado Luziano Carvalho, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente (DEMA) de Goiás, pediu para que o Ministério Público arquive o inquérito aberto contra Dhomini sobre a acusação de suposto maus-tratos a um cachorro.



O participante do Big Brother Brasil 13, da Globo, disse, durante uma conversa informal vista apenas pela exibição do programa em canal pago no pay-per-view, que havia arrancado os dentes de um cão com golpes de machado, após ser mordido pelo bicho. Entretanto, o brother acabou desmentindo a história no último domingo (20), num intervalo do programa ao vivo, dizendo que a inventou a história para amedrontar Yuri.



De acordo com o delegado, a cena descrita por Dhomini seria impossível de acontecer. Para chegar a esta conclusão, a história foi analisada e simulada no local citado pelo competidor.



“O machado causa feridas profundas, lesões profundas, e fraturas, para extrair dente ele é um instrumento inapropriado. […] Peguei um laudo de um veterinário explicando a impossibilidade disso acontecer sem matar o animal.”



Além disso, foram ouvidos familiares e vizinhos do goiano, que não relataram qualquer agressão ao cachorro por parte de Dhomini.



“Estamos muito seguros de que não houve crime”, garante Carvalho, que completa dizendo que como o crime ambiental não aconteceu, o participante do BBB13 também não poderá responder por apologia ao crime.


Jornal Midiamax