Geral

Impasse entre ambulantes e fiscais da Prefeitura continua na frente dos cemitérios

O impasse com um grupo de sete famílias que alugou espaço em frente ao cemitério Santo Amaro, na avenida Presidente Vargas, com fiscais da Prefeitura de Campo Grande continua. Ontem (31), os vendedores foram avisados que não poderiam montar as barracas na calçada em frente ao local, pois estavam atrapalhando a passagem dos pedestres. Nesta […]

Arquivo Publicado em 01/11/2013, às 14h08

None
1793466821.jpg

O impasse com um grupo de sete famílias que alugou espaço em frente ao cemitério Santo Amaro, na avenida Presidente Vargas, com fiscais da Prefeitura de Campo Grande continua. Ontem (31), os vendedores foram avisados que não poderiam montar as barracas na calçada em frente ao local, pois estavam atrapalhando a passagem dos pedestres.


Nesta manhã, fiscais da Semadur (Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano) estiverem no local e orientaram que os ambulantes fiquem apenas nos locais indicados e não em frente ao cemitério para não atrapalhar o fluxo de visitantes no local.


A família de Seilemara Martins, 40 anos, disse que a família está neste ramo há 20 anos e nunca enfrentou essa situação para vender flores em frente ao cemitério. ”O Bernal não deixa a gente trabalhar, em oito anos da gestão passada isso nunca aconteceu”, afirmou a ambulante.


Para a vendedora Eli Pereira Aragão, de 71 a nos, o que está acontecendo é uma perseguição do prefeito contra os ambulantes. “Nós queremos saber a troco de que a Prefeitura está implicando com a gente, sempre ficamos aqui e isso nunca aconteceu”, ressalta.


Segundo o diretor de departamento urbanístico da Semadur, João José Albuquerque Romero, os ambulantes podem ficar nas calçadas que é cerca de 50 metros do portão do lado esquerdo e direito. “Eles não podem colocar as barracas na frente da entrada do cemitério porque atrapalham a passagem dos pedestres. É preciso manter o conforto das pessoas que virão ao cemitério”, afirma Romero.


Uma equipe de 25 funcionários da Semadur está desde cedo na frente do cemitério Santo Amaro orientando os ambulantes, bem como a população que vem para visitar os túmulos dos entes queridos no feriado de Finados e evitar confusão.


De acordo com o diretor da Semedur nesta manhã uma média de 10 mil pessoas está no cemitério e é preciso que tudo seja bem organizado para evitar tumulto. “Esperamos cerca de 30 mil pessoas visitando o cemitério e é preciso que tudo esteja tranquilo para que a população possa entrar e visitar os túmulos de familiares e amigos”, ressalta.


A entrada de carros continua proibida, apenas idosos e portadores de necessidades especiais tem autorização para entrar com veículos no cemitério.

Jornal Midiamax