Geral

Identificado homem que matou ex-mulher em cartório e depois cometeu suicídio

Foi identificado como sendo o eletricista Ivandro Romeiro Voutsas, 43 anos, o homem que matou a tiros a ex-esposa, a professora Maxilene Mendes Vaz, 34 anos. O crime ocorreu na manhã desta terça-feira (23), em um cartório do município de Jardim, distante a 239 km de Campo Grande. Com as investigações, de acordo com a […]

Arquivo Publicado em 23/01/2013, às 18h38

None

Foi identificado como sendo o eletricista Ivandro Romeiro Voutsas, 43 anos, o homem que matou a tiros a ex-esposa, a professora Maxilene Mendes Vaz, 34 anos. O crime ocorreu na manhã desta terça-feira (23), em um cartório do município de Jardim, distante a 239 km de Campo Grande.


Com as investigações, de acordo com a polícia, o crime foi considerado passional. “Eles estavam assinando papéis da separação e, ao que parece, ele não aceitava este fato”, afirma a delegada titular da Deam (Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher) de Jardim, Elaine Cristina Ishiki.


No local, a perícia foi acionada e a polícia agora aguarda os laudos. O revólver de calibre 38 utilizado no crime também foi apreendido. E, logo após atingir a esposa, Ivandro teria cometido suicídio. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu no hospital do município.

“Como o autor morreu, não há o que ser apurado. Só ficamos esperando a perícia para averiguar as circunstâncias do crime”, garante ao Midiamax a delegada. O caso foi registrado como homicídio passional seguido de suicídio.

Jornal Midiamax