Geral

Hotel contraria prefeito e exige que grafite de Bieber não seja apagado

Na semana passada, o prefeito da bela cidade australiana de Gold Coast, Tom Tate, exigiu em um vídeo que Justin Bieber apagasse o grafite que fez no muro de um hotel local. A ordem, no entanto, foi contrariada pelos proprietários da hospedaria, agarrados à ideia de que a arte do astro teen deve permanecer gravada […]

Arquivo Publicado em 05/12/2013, às 15h41

None

Na semana passada, o prefeito da bela cidade australiana de Gold Coast, Tom Tate, exigiu em um vídeo que Justin Bieber apagasse o grafite que fez no muro de um hotel local. A ordem, no entanto, foi contrariada pelos proprietários da hospedaria, agarrados à ideia de que a arte do astro teen deve permanecer gravada no espaço. As informações são do site TMZ.

A mensagem do político foi divulgada no último dia 28, quando ele lamentou o comportamento do cantor, que infringiu as leis australianas ao fazer a pichação, cuja punição prevista é de entre 80 e 100 horas de trabalho comunitário.

No vídeo, Tate ainda afirmou que, pelo fato de Bieber ser famoso, ele poderia pagar sua parte apenas com um show de Natal gratuito, marcado para este sábado (7). O astro não respondeu ao pedido.

Apesar da ordem ter vindo da Prefeitura da cidade, os proprietários do hotel não querem que a imagem seja apagada, pois ter o muro pintado por Bieber é motivo de orgulho. Eles inclusive cobriram o grafite com uma lona preta para evitar sua limpeza.

A prática tem sido uma constante do cantor durante sua atual turnê, Believe Tour. Quando esteve no Brasil, entre outubro e novembro, ele também grafitou um muro, em São Conrado, no Rio de Janeiro. A ação levou a Polícia Civil do Estado a autuá-lo, o que também ocorreu em Bogotá, na Colômbia. O desenho na capital fluminense foi coberto com tinta branca por um fotógrafo.

Jornal Midiamax