Geral

Homem que torturou criança em máquina de lavar fez “gato” na casa onde morava

Além de estar em uma situação bastante complicada, preso sob acusação de ter praticado tortura contra uma criança de dois anos inclusive a colocando em uma máquina de lavar e a deixado, juntamente com a mãe, em cárcere privado, Jhony Alberto Gomes Correa, de 21 anos, é acusado também de ter feito “gato” (ligação clandestina), […]

Arquivo Publicado em 01/11/2013, às 12h52

None
671697160.jpg

Além de estar em uma situação bastante complicada, preso sob acusação de ter praticado tortura contra uma criança de dois anos inclusive a colocando em uma máquina de lavar e a deixado, juntamente com a mãe, em cárcere privado, Jhony Alberto Gomes Correa, de 21 anos, é acusado também de ter feito “gato” (ligação clandestina), na casa que alugava, na rua Ayde Roque, Jardim Bálsamo.

Segundo o proprietário do imóvel. Vicente Firmino dos Santos, 49 anos, Jhony alugava a casa há cerca de seis meses e sempre cumpria em dia com o pagamento do aluguel. No entanto, foi surpreendido com a denúncia de ligação de energia elétrica clandestina.

“Recebi uma multa de R$ 1.200 e corrigi o erro. Quando quis colocar a conta em nome dele ele disse que estava com o nome sujo. Ele prometeu pagar esta conta mas agora não sei como fica”, afirmou Vicente.

O proprietário do imóvel disse que Jhony paga o aluguel de R$ 300 e o vencimento é todo dia 7. Apesar de não saber se vai receber o aluguel deste mês, ele afirma que o inquilino é bom pagador. Ele procurou a delegacia para saber como vai tirar os pertences do inquilino do imóvel.

“Me falaram que a situação dele é complicada com a polícia e que ele não deve sair tão cedo. Por isso quero dar uma jeito de tirar as coisas dele da casa para arrumar e alugar para outra pessoa”, afirmou.

Jornal Midiamax