Geral

Governo sul-africano convida chefes de Estado e de Governo para missa fúnebre

O governo sul-africano enviou ontem (6) uma circular às representações estrangeiras na África do Sul convidando os líderes de 150 nações para participarem na próxima terça-feira (10) da missa fúnebre oficial em homenagem ao ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, falecido no dia 05 aos 95 anos. A cerimônia será no Estádio de Soweto, […]

Arquivo Publicado em 07/12/2013, às 17h37

None

O governo sul-africano enviou ontem (6) uma circular às representações estrangeiras na África do Sul convidando os líderes de 150 nações para participarem na próxima terça-feira (10) da missa fúnebre oficial em homenagem ao ex-presidente da África do Sul Nelson Mandela, falecido no dia 05 aos 95 anos. A cerimônia será no Estádio de Soweto, em Joanesburgo.

A data de viagem da presidenta Dilma Rousseff para o funeral de Mandela ainda não está confirmada, mas a previsão é que ela participe da missa com outros chefes de Estado e de Governo. A presença da presidenta em eventos marcados para a tarde de segunda-feira (9) e de terça-feira (10) já foi cancelada.

Agora há pouco, foi publicada, em edição extra do Diário Oficial da União, a declaração de luto oficial de sete dias, a partir de hoje, assinada por Dilma, em sinal de pesar pela morte do ex-presidente sul-africano.

Neste domingo (8), será declarado o Dia Nacional de Reza e Reflexão na África do Sul. Após a cerimônia de terça-feira, o corpo de Mandela será velado na sede da Presidência em Pretória, entre 11 e 13 de dezembro e, em seguida, no domingo, dia 15, será sepultado na Aldeia de Qunu, no Sul do país, região onde ele viveu até a adolescência.

Jornal Midiamax